Projeto Casa Nova abrigará famílias dos três bairros, diz Cássio

Enquanto aguarda recursos por meio do projeto que vai garantir a urbanização dos bairros Cervejaria, Beira Rio e Generoso, para melhorar as condições sanitárias, ambientais e de habitação da população, a Prefeitura de Corumbá está viabilizando a remoção das famílias que residem em áreas de risco. O secretário de Gestão Governamental, Cássio Augusto da Costa Marques, adiantou que as famílias serão removidas para o conjunto habitacional que a prefeitura está construindo na região da Nova Corumbá, em parceria com o Governo Federal, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Trata-se do Projeto Casa Nova, destinado às famílias dos bairros Cravo Vermelho III, Conjunto Tiradentes, Loteamento Pantanal, Lar Doce Lar, Generoso, Cervejaria e Beira Rio. Serão 800 novas moradias, todas com total infra-estrutura, como drenagem de águas pluviais, pavimentação asfáltica, uma pré-escola e uma creche, Unidade Básica de Saúde (UBS), Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), além de uma praça de esporte e lazer.

As primeiras 300 unidades do projeto estão praticamente concluídas, aguardando apenas a implantação dos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário para serem entregues. O novo conjunto está sendo edificado em uma área que compreende 13 quadras. Cada uma delas contará com 68 unidades, com ruas (alamedas) pavimentadas, além de uma área verde no centro, para atender a comunidade local. Quatro lotes ficarão vazios e destinados ao comércio.

Somente em drenagem, a previsão é de implantação de 800 metros lineares de galerias pluviais, além de 45,8 mil metros quadrados (28 quadras) de pavimentação asfáltica com esgotamento sanitário. O Casa Nova foi iniciado no ano passado e as 800 unidades devem estar concluídas até 2010.

Além de reduzir déficit habitacional, o novo conjunto trará uma série de benefícios sociais a uma população estimada em 7,2 mil pessoas, que irão usufruir dos equipamentos previstos no projeto. Em todo o projeto estão sendo investidos R$ 28.525.000, sendo R$ 24.246.250 repassados pelo Ministério das Cidades, e outros R$ 4.278.750 como contrapartida do Poder Executivo.

Além dessas unidades habitacionais, a prefeitura está implantando outras 338 unidades habitacionais por meio do Programa Pró-Moradia, um investimento de R$ 10 milhões de recursos próprios, obtidos por meio de empréstimo da Caixa Econômica Federal. Somente no bairro Aeroporto estão sendo construídas 98 casas com total infraestrutura urbana. As demais serão nos bairros Popular Nova e Jardim dos Estados, todas para atender, prioritariamente, famílias com menor renda per capta, com maior número de dependentes, ou ainda com a mulher responsável pelo domicílio, idosos e portadores de deficiência. Obrigatoriamente, 3% das unidades serão destinadas aos idosos.

Já pelo Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FNHIS), do Governo Federal, estão sendo investidos R$ 2.081.449,72, sendo R$ 1.976.600 do Orçamento Geral da União, e R$ 104.849 de contrapartida do Município. As casas serão construídas nos bairros Nova Corumbá e Guatós. As unidades foram anunciadas pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) durante a realização da Ação Prefeito Presente na Escola Municipal Clio Proença, que atendeu a comunidade da parte alta da cidade.

Além disso, no fim de 2009, o prefeito anunciou a construção de mais 1 mil moradias na cidade, com possibilidade de chegar a 1,5 mil, por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida, destinado a famílias com renda até três salários mínimos, e de três a 10 salários mínimos.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional