Plano de Manejo da Estrada Parque já conta com comitê gestor

  Gesiel Rocha
  

O plano contém diretrizes para todas as ações possíveis e necessárias que visam alavancar o turismo ao longo de toda extensão da estrada

Órgãos públicos, instituições de interesse ambiental, empresários do setor turístico e a comunidade ribeirinha da região do Passo do Lontra acabam de constituir o Comitê Gestor do Plano de Manejo da Estrada Parque Pantanal. O encontro ocorreu na segunda-feira (25), coordenado pela Prefeitura de Corumbá, por meio da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal, e pela Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul. O grupo assume a responsabilidade de trabalhar pela implementação de inúmeras ações que visam resolver problemas ambientais, sociais e, principalmente, de infraestrutura do turismo na região.

Elaborado pelo Instituto de Meio Ambiente do Mato Grosso do Sul (Imasul) e pronto há dois anos, mas até então sem aplicação prática, o plano contém as diretrizes para todas as ações possíveis e necessárias que visam alavancar o turismo ao longo de toda extensão da Estrada Parque. De acordo com o gerente de Unidades de Conservação do órgão, Leonardo Tostes Palma, a criação e o fortalecimento do comitê gestor eram essenciais para tirar o instrumento do papel e permitir a sua aplicação de fato. “O plano é um diagnóstico e um conjunto de propostas, mas necessita do elemento humano que o transporte para a realidade”, disse.

Composto por 14 representantes de todos os órgãos e instituições envolvidos na discussão, bem como da comunidade local e do setor turístico, o comitê será responsável pela organização dos projetos que visam transformar a Estrada Parque em “produto do turismo brasileiro de fato”. A tarefa envolve a formalização dos pleitos locais para a busca de recursos em todas as esferas de poder e de providências por parte das instituições e empresas que atuam no Pantanal. A próxima reunião do grupo será no dia 15 de março, na Base de Pesquisas da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), mesmo local da reunião de segunda-feira.

O diretor-presidente da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal, Carlos Porto, avaliou o encontro e a constituição do comitê como extremamente produtivos para o avanço definitivo no propósito de resolver os principais gargalos e deficiências da região, e tornar a Estrada Parque um “produto turístico” cada vez mais de qualidade. Também na avaliação do empresário João Julio Dittmar, representante do setor no comitê, grandes paradigmas já foram vencidos e a “união dos governos municipal e estadual, das instituições e da comunidade parece caminhar finalmente na direção da resolução dos principais problemas locais”.

Gesiel Rocha – Subsecretaria de Comunicação Institucional