Mega-ação contra dengue vai envolver 477 pessoas em Corumbá

 Gilson de Carvalho

  
Ações de combate à dengue serão reforçadas na cidade

Corumbá inicia terça-feira, dia 5 de janeiro de 2010, uma mega-ação de combate à dengue que vai envolver 477 pessoas, entre servidores da Prefeitura, militares da Marinha do Brasil e do Exército Brasileiro, alunos do Projovem Trabalhador, profissionais da Brigada de Combate a Incêndio no Pantanal (Prevfogo), da empresa Unipav (limpeza pública) e integrantes do Projeto Se Essa Rua Fosse Minha. A campanha faz parte do projeto “Ações intensificadas no Combate a Dengue”, que será desenvolvida durante todo o primeiro trimestre desse ano, na tentativa de se evitar uma nova epidemia da doença, como ocorreu em 2009. O lançamento será no anfiteatro Salomão Baruki.

A ação está a cargo da Prefeitura e envolve toda a administração municipal, casos específicos da Secretaria de Ações Sociais, por meio da Secretaria Executiva de Saúde Pública e Centro de Controle de Zoonoses, bem como a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Integrado e outras pastas do Poder Executivo. Vai contar com parceiros como a Marinha do Brasil, Exército Brasileiro e a Brigada Prevfogo.

Segundo o secretário de Ações Sociais, Lamartine de Figueiredo Costa, será uma grande ação em toda a região urbana de Corumbá, visando eliminação e combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença. Ele informa que estarão compondo esta operação 110 Agentes de Endemias/Equipe de Bloqueio Mecânico e Químico/Supervisores de Área, Bloqueio, geral; 152 Agentes Comunitários de Saúde; 50 militares da Marinha do Brasil; 40 soldados do Exercito Brasileiro; 30 alunos do Projovem Trabalhador; 30 profissionais do Prevfogo; 15 integrantes do Projeto Se Essa Rua Fosse Minha, e 50 servidores da Secretaria Executiva de Infraestrutura e Serviços Urbanos e da Unipav, que serão responsáveis pela visitação de aproximadamente 49.759 imóveis, num período de três meses.

Paralelo ao lançamento da campanha, acontece também o início do primeiro Levantamento Rápido de Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) de 2010, que será importante para o desenvolvimento de toda ação. Este trabalho será concluído no dia 7, com divulgação do resultado em 8 de janeiro.

A mega-ação, conforme esclareceu a médica veterinária Viviane Ametlla, gerente de Vigilância em Saúde da Prefeitura, vai permitir, de forma intersetorial, combater um dos maiores problemas de saúde pública, através da ação educativa, manejo ambiental, bloqueio e controle químico e mecânico, retirada, queima de pneumáticos, através de ações que serão desencadeadas após o LIRAa, além de trabalho de rotina e limpeza de terrenos baldios e de difícil acesso.

Viviane ressalta que o desenvolvimento dessa ação e da forte parceria estabelecida, se justifica pelo início do período de chuvas, quando há uma tendência de incremento de casos de dengue, em decorrência do aumento dos índices de infestação do Aedes aegypti, fato este ligado diretamente à formação de criadouros, devido ao acúmulo das águas de chuvas em depósitos propícios a oviposição da fêmea do mosquito.

Lembra que Corumbá já viveu grandes problemas nos últimos 20 anos, o primeiro em 2000/2001, e, em 2009, com 7.251 notificações de sintomas da doença. “A única forma de tentarmos controlar a dengue é a prevenção do aparecimento do seu agente transmissor, através da eliminação dos depósitos inservíveis e considerando ainda que o grande problema esteja na adaptação deste tipo de mosquito ao meio urbano”.

A estratégia de prevenção e controle da doença serão desencadeadas através de ações padronizadas com base no Plano Nacional de Combate à Dengue. A intenção é despertar a consciência da população quanto à necessidade de se manter a cidade limpa e livre de reservatórios inservíveis, que no período de chuvas tendem a servir de depósitos propícios a ovo posição da fêmea do mosquito.

Além das 386 pessoas envolvidas, o trabalho contará com apoio logístico, inclusive caminhões, que serão responsáveis pela coleta de todo lixo, inclusive pneus inservíveis que serão incinerados nos fornos da empresa de Cimento Itaú, do Grupo Votorantim, que capacitará seis integrantes da Brigada Prevfogo, para execução dos serviços.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional