CDA é um avanço para a preservação do Pantanal, avalia prefeito

 Clóvis Neto
  

 O posto, inaugurado nesta manhã, foi montado graças a uma parceria entre a Marinha e a Petrobras

O prefeito de Corumbá, Ruiter Cunha de Oliveira (PT), considerou a inauguração do Posto Avançado de Ladário, unidade ligada ao Centro de Defesa Ambiental de São Paulo (CDA/SP), um importante avanço para a preservação da Bacia Pantaneira, bioma considerado Patrimônio Natural Mundial e Reserva da Biosfera pela Unesco. “Este é mais um papel importante e relevante da Marinha. Temos com este Centro um instrumento para conservar e proteger o meio ambiente do Pantanal”, afirmou.

Para o prefeito de Ladário, José Antônio Assad e Faria (PT), o posto é bem mais que um equipamento de preservação para a região. “Ele representa também uma potencialidade econômica para nossa hidrovia, uma vez que possibilita uma defesa muito mais ativa frente a possíveis desastres naturais”, disse.

O deputado estadual Paulo Duarte (PT), que representou o senador Delcidio do Amaral (PT/MS) na solenidade, lembrou que o Centro tem a capacidade de garantir a conservação de um dos mais valiosos recursos naturais da atualidade. “Nós aqui no Pantanal, temos uma grande riqueza que ainda será motivo de muitas disputas no século 21, que é a água. Por isso precisamos cuidar muito bem deste recurso tão valioso”, destacou.

O posto, inaugurado nesta manhã, foi montado graças a uma parceria entre a Marinha e a Petrobras. De acordo com o comandante do 6º Distrito Naval, o contra-almirante Edlander Santos, o senador Delcídio teve uma participação determinante neste processo. “Ainda estaríamos em tratativas iniciais não fosse pela intervenção do senador”, afirmou Edlander.

O gerente de Articulação e Contingência da Petrobras, Jayme de Seta Filho, também participou da solenidade. “Esperamos não precisar usá-los, mas se houver necessidade, temos recursos materiais e humanos para evitar um acidente ambiental”, disse.

O Posto abrigará materiais de combate à poluição hídrica, como 2 embarcações de lançamento e recolhimento de barreiras de contenção, 1 caminhão tipo munck, 1 empilhadeira com capacidade de 2,5t, 850 metros de barreiras de contenção, 400 metros de barreiras absorventes, 02 recolhedores de óleo, entre outros.

O Posto Avançado de Ladário realizará o apoio logístico nas atividades relacionadas à prevenção e proteção do meio ambiente do Rio Paraguai, contra a ocorrência de vazamentos de petróleo e seus derivados. O CDA será operado por militares e servidores civis da Marinha do Brasil, treinados para atuar na preparação e cooperação contra à poluição hídrica provocada por derramamento de óleo, que foram capacitados por meio do Curso IMO “FIRST RESPONDER”, ministrado por empresa contratada pela Petrobras, com certificação conferida pela Organização Marítima Internacional (IMO).

Rodrigo Nascimento-Subsecretaria de Comunicação Institucional