Se Essa Rua Fosse Minha: pavimentação começa pelo Generoso

  Clóvis Neto
  

Além de preparar trabalhadores para a pavimentação das ruas, o programa permite que eles participem de diversas atividades sociais

As obras de pavimentação em lajotas sextavadas do programa “Se Essa Rua Fosse Minha” começam na segunda quinzena de novembro. Os trabalhadores que integram a sexta turma da ação, conhecidos como calceteiros, estão cumprindo a etapa de fabricação das lajotas que serão utilizadas no pavimento de 20 ruas e alamedas do bairro Generoso, além do Loteamento Pantanal e das localidades Conjunto Primavera, Jardim Piúva, Kadiwéus e Cherogami I.

Idealizado pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) e desenvolvido com recursos do Fundo Municipal de Investimento Social (FMIS), o programa é coordenado pela secretária especial de Integração das Políticas Sociais, Beatriz Cavassa de Oliveira, e envolve todas as pastas da administração municipal. Além de formar trabalhadores e prepará-los para realizar o trabalho de pavimentação das ruas e alamedas das localidades onde residem, o programa permite que eles participem de uma série de atividades sociais, envolvendo toda a família e a própria comunidade da região beneficiada.

O supervisor de produtividade do programa, Luiz Carlos Alves, informou ontem (10), que a partir da segunda quinzena de novembro, uma equipe estará iniciando as obras de pavimentação no bairro Generoso, seguindo um cronograma previamente estabelecido. “Já estamos com mais de 15 mil lajotas armazenadas, todas fabricadas pelos integrantes dessa turma, e a meta é iniciar a pavimentação quando totalizarmos 20 mil”, explicou.

A fabricação das lajotas ocorre em uma estrutura montada ao lado do Paço Municipal, pertencente à Secretaria Executiva de Infraestrutura e Serviços Urbanos, ligada à Secretaria de Desenvolvimento Integrado. A produção, conforme Luiz Alves, está dentro da expectativa. “Com apenas uma máquina funcionando, já chegamos a uma média de 900 unidades ao dia. São estas lajotas que serão utilizadas na pavimentação das ruas e alamedas programadas para esta etapa”, acrescentou. Ao todo serão 20.489 metros quadrados de pavimento, resultando em uma extensão de 2.905 metros.

Luiz Alvez lembrou ainda que a fabricação das lajotas é a segunda etapa do programa. Anteriormente, 62 trabalhadores participaram de um curso teórico, ministrado pelo Serviço Nacional da Indústria (Senai), parceiro da Prefeitura de Corumbá. “Aqui eles aprenderam a fabricar as peças e, o mais importante, a trabalhar em grupo, em um verdadeiro regime de mutirão”, comentou.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional