Comunidade do São Lourenço exalta atenção da prefeitura

  Gesiel Rocha
  

“Confesso que nem esperávamos a visita. Mas já que tivemos essa surpresa, tenho certeza que terá um resultado muito positivo”

“Ao longo dos meus 64 anos, esta é a primeira vez que vejo o prefeito de Corumbá se embrenhar nesse Pantanal e vir até aqui nos ouvir”, afirmou a lavradeira Irene Gresoiste, moradora da comunidade ribeirinha do São Lourenço, na região da Serra do Amolar. O depoimento ocorreu ontem (3), durante a inauguração da reforma e ampliação da Escola Municipal Rural Porto Esperança – Extensão Barra do São Lourenço, expressando o reconhecimento dos moradores daquela localidade. Eles receberam não só a escola reformada, com investimento de R$ 39 mil, mas a visita do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) e de vários secretários municipais, para ouvir as reivindicações e buscar as soluções necessárias.

Durante o evento, que também incluiu uma ação social da prefeitura – com entrega de kits de material escolar aos alunos e diversos itens de natureza social às famílias locais – os moradores explicaram à equipe do Executivo Municipal que a localidade carece, com urgência, de duas providências essenciais: um meio de transporte rápido até a sede do Município, já que os barcos que fazem a rota pelo rio Paraguai, de pelo menos 240 quilômetros, demoram de um a dois dias; e um instrumento de comunicação eficiente, já que não há sinal de celular na região e a comunicação via rádio é muito precária, devido à geografia local.

“Confesso que nem esperávamos a visita. Mas já que tivemos essa surpresa, tenho certeza que terá um resultado muito positivo, pois tivemos a oportunidade de explicar ao prefeito e sua equipe os principais problemas que enfrentamos”, destacou a presidente da Associação de Moradores da Barra do São Lourenço, Joana Batista Gomes, que trabalha como cozinheira da escola. Para ela, só a intervenção feita na instituição de ensino – a melhoria das instalações físicas e o aumento da segurança do local –, já foi de grande valor para a comunidade. “No entanto, temos certeza que virão muitas outras providências, principalmente em relação ao transporte e à saúde de nossas famílias”, acrescentou.

Após ouvir todas as demandas destacadas pelos moradores, o prefeito Ruiter adiantou que as duas principais reivindicações já estão em vias de resolução. “Estamos recebendo nos próximos meses, por meio de um convênio com o governo federal, duas ambulanchas completamente equipadas, sendo que uma delas será destinada exclusivamente para atender a região pantaneira”, garantiu, em resposta à afirmação de que a principal carência local diz respeito à distância para o atendimento à saúde. “Com a ambulancha, não será necessário transportar as pessoas para Corumbá, mas será possível atendê-las na própria comunidade, já que terá um médico a bordo”, completou.

Respondendo à outra reivindicação, a equipe de governo explicou que está sendo providenciado um sistema de comunicação para a comunidade, que consiste em um celular a rádio, que disponibilizará ramais diretos com órgãos da Saúde e da Educação do Município, além de números de emergência, como o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu). “Nossa grande preocupação é prover todas as condições para que essas pessoas permaneçam aqui e tenham qualidade de vida, caso contrário elas migrarão para a cidade e ampliarão os problemas sociais urbanos”, enfatizou o secretário municipal de Gestão Governamental, Cássio Augusto da Costa Marques.

Reforma e ampliação

Atendendo atualmente a 52 alunos de toda a região da Serra do Amolar, a escola do São Lourenço recebeu investimento de R$ 39 mil, destinados à pintura, construção de duas fossas, colocação de telas ao redor de todo o prédio e recuperação do sistema hidro-sanitário e da cozinha, além da instalação de um gerador de energia elétrica. “A adequação do espaço físico, a melhoria da ventilação e da proteção ao local, por meio do cercamento com tela, melhoraram muito as condições de ensino, bem como a estrutura de convivência, já que a escola é um centro de referência comunitária”, explicou a coordenadora pedagógica da instituição, Valdair Fogaça de Araújo.

Ao final do ato, o prefeito Ruiter avaliou que, mais importante do que inaugurar as melhorias, foi ouvir o que a comunidade tinha a dizer, inclusive na companhia dos secretários municipais, para buscar as condições de atender às reivindicações. “Esta é a tônica de nossa gestão: descentralizar o governo, chegar a todos os pontos do Município e melhorar cada vez mais a vida dessas pessoas. Agora, voltamos com a incumbência de viabilizar mais recursos nas esferas estadual e federal”, disse. “Esta interação mostra o comprometimento da administração com a qualidade de vida da população ribeirinha e, sobretudo, a valorização de quem mora aqui”, completou secretário executivo de Educação, Hélio de Lima.

Gesiel Rocha – Subsecretaria de Comunicação Institucional