Projeto do Centro de Convenções estará na Bienal de Arquitetura

 Clovis Neto
  

Primeira etapa do Centro foi inaugurada em setembro deste ano

O projeto do Centro de Convenções do Pantanal de Corumbá Miguel Gómez será apresentado na 8ª Bienal Internacional de Arquitetura, que começa no dia 31, em São Paulo-SP. A exposição será feita pelo arquiteto Carlos Lucas Mali, autor do projeto arquitetônico e urbanístico do empreendimento, cuja primeira etapa foi inaugurada em setembro deste ano pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT).

A informação é do próprio arquiteto que, dias atrás, esteve em Corumbá para finalizar a apresentação do projeto. Natural de Corumbá e filho do ex-empresário Ibrahim Mali, ele concluiu a apresentação na semana passada. Mali vai representar Mato Grosso do Sul na Bienal e integrar o corpo de jurados do evento, promovido de dois em dois anos pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), com apoio da União Internacional dos Arquitetos (UIA).

O projeto será apresentado na Bienal em São Paulo por inteiro, inclusive com as etapas que estão em andamento. “A obra toda é composta por dois blocos. O bloco 1, o antigo armazém da Portobras, foi totalmente reformulado internamente, sendo respeitada toda a volumetria externa, já inaugurado. O bloco 2, um anexo que está sendo construído para abrigar o grande auditório, com capacidade para 750 pessoas, que será inaugurado em breve”, explicou o arquiteto.

De acordo com Mali, também fazem parte do projeto a revitalização e a urbanização do cais do porto, que será transformado em um grande jardim para passeio de pedestres e a contemplação do Pantanal e do Rio Paraguai, com monumentos, quiosques, bancos e outros equipamentos.

O evento

A 8ª Bienal Internacional de Arquitetura acontece de 31 de outubro a 6 de dezembro no Pavilhão da Bienal, no Parque Ibirapuera, em São Paulo-SP. O evento é apontado como uma das maiores mostras mundiais da produção artística de grandes arquitetos nacionais e internacionais. Nas últimas quatro edições, recebeu mais de 700 mil visitantes e reuniu trabalhos de mais de 50 países e milhares de projetos brasileiros.

A temática central desta edição será “Ecos Urbanos” e discutirá as grandes intervenções urbanas decorrentes da realização de mega-eventos, como é o caso do Brasil, que irá sediar a Copa do Mundo de 2014. Haverá um pavimento para projetos nacionais, outro para internacionais e um terceiro para workshops.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Social