Mercado do Produtor vai fortalecer agricultura familiar regional

  Marcos Boaventura
  

Produtos exibidos durante a 3ª Mostra de Agricultura Familiar

O mercado do produtor, projeto que a Prefeitura de Corumbá está desenvolvendo, será de extrema importância para o fortalecimento da agricultura familiar na região. Foi o que afirmou o chefe do setor de Pesquisa e Desenvolvimento da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Pantanal), Thierry Ribeiro Tomich, durante a abertura da 3ª Mostra de Agricultura Familiar e 1ª Feira de Sementes e Mudas de Corumbá, que ocorreu na última sexta-feira (16), na Estação Experimental do Campo, no assentamento Taquaral.

“Será o fim de um gargalo. A produção existe. O problema maior é a comercialização. Ao encampar um projeto como este, a prefeitura vai dar suporte à agricultura familiar na região. Será um ganho muito grande”, observou Thierry, explicando que, hoje, a produção nos municípios de Corumbá e Ladário tem amplas condições de atender aos consumidores do mercado local. Ele lembrou que, ainda nos dias atuais, há muita importação de produtos de regiões distantes, já que as duas cidades pantaneiras estão distantes dos grandes centros.

Para o pesquisador, a iniciativa da prefeitura de implantar o mercado do produtor representará um enorme ganho para a agricultura familiar e, principalmente, para os produtores rurais, que terão local apropriado para comercializar o resultado de seu trabalho. “O mercado local pode ser abastecido por aqui. A produção já é grande e pode aumentar. Temos mandioca de qualidade; o feijão do Mato Grande, que é uma referência, e que pode e está sendo produzido em outras localidades; frutas… Há muita vontade de produzir. E, como estamos longe dos grandes centros, a nossa produção pode atender perfeitamente ao mercado local”, explicou.

Thierry ressaltou que a Mostra foi planejada pela Embrapa e parceiros justamente para integrar os programas e ações desenvolvidas na região voltadas ao pequeno produtor rural, na busca do fortalecimento da agricultura familiar em Corumbá e Ladário. “A iniciativa já está cumprindo esse papel, tanto que houve um aumento significativo no número de participantes, bem como de parceiros. Serviu também para realizar a 1ª Feira de Sementes e Mudas, que está possibilitando maior integração entre os produtores”, complementou.

Merenda escolar

O pesquisador da Embrapa lembrou, ainda, o contato do secretário executivo de Educação, Hélio de Lima, que enalteceu a decisão do Governo Lula, que, por meio de resolução, abriu um enorme campo para o produtor rural. É que a produção oriunda da agricultura familiar terá destino certo: a merenda escolar dos alunos da rede pública de ensino. “Ele (Hélio) foi muito feliz ao lembrar a decisão do presidente, que está fomentando a agricultura familiar, direcionando os produtos à merenda escolar. É mais uma vitória”, observou.

Durante a abertura do evento, Hélio adiantou que a Prefeitura de Corumbá já se prepara para aderir ao processo de compra dos produtos da agricultura familiar para a merenda escolar, e que a união de todos os parceiros envolvidos na realização do dia 16 mostra que, com “união, teremos condições de construir um País melhor, com dignidade, sem preconceitos, sem exploração”.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional