“Sorria Corumbá” vai otimizar atendimento odontológico

 Clóvis Neto
  

 Projeto foi lançado hoje no auditório da Prefeitura

Dando sequência às comemorações dos 231 anos do município, o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) lançou nesta sexta-feira, 18 de setembro, o projeto “Sorria Corumbá”. Realizada em parceria pela Secretaria Executiva de Saúde, pasta ligada a Secretaria de Ações Sociais, e a Secretaria Executiva de Educação, vinculada a Secretaria de Promoção da Cidadania, a ação pretende otimizar os serviços odontológicos oferecidos pelo município.

“De acordo com o Conselho Regional de Odontologia (CRO), Corumbá hoje já é referência em assistência médico-odontológica em Mato Grosso do Sul”, lembrou o coordenador de Saúde Bucal da Prefeitura, Zacaria Yaya Omar. Nos últimos cinco anos, a Prefeitura estruturou o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), atendimento emergencial 24 horas, diversos pólos de atendimento odonto-pediátricos, o programa Dentista Itinerante – que realiza o trabalho odontológico em pessoas com dificuldade de locomoção – e a entrega de 4 escovas por ano para todos os alunos da Reme (Rede Municipal de Ensino).

“Só no ano passado foram distribuídas 80 mil escovas”, afirmou Zacaria. Paralelo a esta e outras ações já desempenhadas na rede pública, o projeto “Sorria Corumbá” vai intensificar os trabalhos de prevenção e correção (obturações, canais e outros) e ampliar o número de próteses dentárias entregues à população.

“Serão aplicados R$ 260 mil em recursos próprios da Prefeitura neste projeto”, disse o chefe do Núcleo de Atendimento a Saúde Bucal da Prefeitura, Jonh Kleber Vendramini Duran. O foco será nas ações preventivas, como atividades educativas, oficinas e a implantação de bibliotecas voltadas ao tema.

“Este é um projeto inovador que fortalece o investimento no ser humano e ajuda muito no resgate da auto-estima do povo corumbaense”, afirmou o deputado estadual Paulo Duarte, que participou do lançamento do projeto. “Com tudo isso, teremos um índice de CPOD (Dentes Cariados, Perdidos ou Obturados) bem inferior que o preconizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS)”, complementou o secretário de Ações Sociais, Lamartine de Figueiredo Costa.

“A odontologia foi um dos campos que mais avançou em nossa cidade nestes últimos anos. Muito disso, em função do envolvimento dos profissionais com esta importante função, que é melhorar a saúde bucal da nossa população”, disse o prefeito Ruiter.

Rodrigo Nascimento-Subsecretaria de Comunicação Institucional