Ruiter diz que reverenciar a Pátria é exercitar cidadania

 Clóvis Neto

  
Ruiter, Edlander e Jungthon durante solenidade na praça

Corumbá comemora hoje, 7 de setembro, os 187 anos de Independência do Brasil. A data foi celebrada com solenidade cívico-militar na Praça da Independência, marcada pelo hasteamento da Bandeira do Brasil, e com o desfile militar e estudantil que levou mais de sete mil pessoas à Avenida General Rondon. O prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) participou ativamente dos dois eventos, acompanhado do contra-almirante Edlander Santos, comandante do 6° Distrito Naval da Marinha do Brasil, e do general-de-brigada Roberto Jungthon, comandante da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira, além de outras autoridades, e destacou a importância de Corumbá, este ano, ter comemorado a Semana da Pátria com enfoque na educação, um tema considerado por ele como importante, para o resgate da cidadania e da forma como a Pátria era reverenciada em épocas passadas.

Em seu discurso, após o hasteamento da Bandeira do Brasil na Praça da Independência, o prefeito falou sobre o encerramento das comemorações com aquele ato e o desfile que, na sua opinião, “encerra um período no ano que, ao longo do tempo, infelizmente, perdeu a importância das épocas antigas, das fitinhas verde-amarelas nas roupas e os carros”, e que, “apesar das mudanças nos costumes, reverenciamos a Pátria com o coração”.

O tema escolhido para celebrar a Semana da Pátria, Educação, segundo o prefeito, foi estratégico e está relacionado justamente com a necessidade de se resgatar antigos costumes e, principalmente, “formar cidadãos de bem, com potencial de ajudar a nossa sociedade e engrandecer a Pátria em que vivemos”

“A independência de um povo – continuou – vai muito além dos trâmites legais ou da partilha do poder. E para que esta não seja realmente independente, é preciso que as pessoas que a fazem se sintam assim”, comentou, para, em seguida, destacar que a conquista desse sentimento passa principalmente pela educação. “porque é libertadora” e que um povo bem educado “exercita melhor sua cidadania, cobrando e contribuindo para a efetivação de políticas administrativas e sociais sintonizadas com as necessidades da coletividade”.

Destacou as conquistas passadas, com muita luta e pelas “mãos dos homens e mulheres de coragem que desbravaram esta fronteira do país”, inclusive “entregando suas vidas por essa terra”. Ressaltou que os tempos hoje são diferentes, que permite “dar nossa parcela de dedicação à educação do povo corumbaense, através da preparação dos professores, criando alternativas para atender bem a família”, disse, para lembrar o regime de funcionamento das creches, o ano todo, oportunizando aos pais, que se dediquem ao trabalho com maior tranquilidade.

O prefeito comentou sobre a importância de se trabalhar “abraçando o novo sem deixar de respeitar e aprender com o passado” e que “reverenciar a Pátria, não é apenas algo nos livros de história. É um sentimento para ser exercitado. A Pátria verdadeira somos nós que fazemos, trabalhando pelo crescimento do lugar em que nascemos e educando nossos filhos para ser independentes e aprenderem, dia a dia, a colocar em ação, projeto que acrescentam significado à vida. Fazendo isso, estamos consolidando o mesmo ideal que motivou o Grito da Independência do Brasil do domínio de Portugal, que deu a largada para a construção de uma Nação diferente de todos como nós somos”, reforçou, concluindo que, o “dia 7 de setembro, é uma data de manifestar sem medo, o orgulho de ser brasileiro”.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional