Dudu Nobre fez show em grande estilo em Ladário

 Marcos Boaventura

  

 Ruiter e José Antonio foram recebidos por Dudu Nobre no camarim

O show de Dudu Nobre, na noite de véspera do aniversário da cidade, vai ficar para sempre na lembrança de Ladário. Depois de viajar de carro e mais uma vez se encantar com as belezas naturais do Pantanal, o cantor encarnou o espírito dos seus grandes mestres do samba de escola, como Zeca Pagodinho, Beth Carvalho, Fundo de Quintal, Almir Guineto, Beto Bom de Braço e Nelson Cavaquinha, entre outros, e apresentou um show irretocável, para cerca de 8 mil pessoas que tomaram conta da Praça 2 de Setembro, na Avenida 14 de Março, a principal via da cidade. Ladarenses, corumbaenses, campo-grandenses, cariocas, fronteiriços bolivianos acompanharam a 1h40 de exibição, em que o sambista interpretou seus maiores sucessos, já retratados em quatro CDs e um DVD gravado ao vivo no Canecão, Rio de Janeiro.

“Tem corumbaense no pedaço?”, perguntou o cantor. Foram muitas as mãos levantadas, inclusive a do prefeito Ruiter Cunha, do deputado Paulo Duarte e do secretário de Relações Institucionais Carlos Porto, que participaram da festa como autoridades e fãs do cantor, ao lado do prefeito José Antonio, da primeira dama Gisele Saab, secretários de governo, vereadores e assessores. “Foi um grande presente para a população, resultado de nossa parceria com Corumbá. E muitos eventos como esse ainda virão por aí”, afirmou José Antonio.

De fato, o show só foi confirmado sexta-feira depois de uma articulação de Ruiter Cunha, que viabilizou um patrocinador de peso. Por isso, Dudu Nobre fez questão de mencionar, durante o show, o esforço de Ruiter para garantir sua presença em Ladário. “Já conheci Corumbá, Campo Grande, Coxim, Três Lagoas, mas em Ladário estou pisando pela primeira vez. E estou feliz por ter vindo e conhecido esta cidade no coração do Pantanal”, afirmou Dudu, no camarim, meia hora antes de subir ao palco. Com uma simpatia pouco comum de se ver em astros da música pop, ele atendeu a todos que o procuraram no camarim para fotos e entrevistas.

Dudu Nobre veio com sua banda e todos os equipamentos, armados em palco especial com 16 por 15,5 metros no cruzamento da Avenida 14 de Março com a rua Conde de Azumbuja. Cenário perfeito para um show de samba que transcorreu pacificamente, com muita alegria e descontração, bem ao estilo do povo ladarense, que pôde acolher os visitantes com uma organização impecável. Não faltaram lugares nas ruas paralelas para estacionamento. E o público se espalhou pela Praça 2 de Setembro sem perder a visibilidade do palco. Em um dos momentos mais emocionantes do show, Dudu cantou o “parabéns pra você”, referindo-se aos 231 anos de Ladário.

Dudu gostou da viagem de carro pela BR-262. “A estrada está bem melhor, não dá mais aqueles solavancos”, comentou. “Quero voltar mais vezes”, acrescentou o sambista, que tem uma agenda repleta e neste dia 2 de setembro já estará em um show fechado para O Boticário, no Rio de Janeiro. Antes de pegar seu cavaquinho e partir, Dudu não se esquivou de esclarecer boatos sobre sua separação da esposa, a dançarina Adriana Bombom. “Estava de cabeça quente, fui mal interpretado e disseram que eu estava separado. Mas o que existe de fato é apenas uma crise”, explicou, cara fechada. “Mas sabe, mestre, que até as crises são boas. Servem para compor bons sambas”, acrescentou, desta fez com um sorriso de malandro.

Assessoria de Ladário