Agenda no Centro incluiu visitação de alunos de Corumbá

 Fotos: Clóvis Neto

  
Visitas ao Centro servem como trabalho de classe

Alunos da rede pública de ensino e de projetos assistenciais iniciaram na manhã desta terça-feira, uma agenda de visitação pública ao Centro de Convenções do Pantanal de Corumbá Miguel Gómez, como forma de conhecer o local e um pouco mais da história da cidade. As portas foram abertas às 8h e em menos de duas horas, cerca de 400 crianças já haviam passado pelo centro, programa está sendo repetido agora à tarde e prossegue até sábado, como parte do cronograma de inauguração do local, e também dos 231 anos de fundação de Corumbá.

A visita, conforme a professora Kássia de Brito, do Projeto Criança Adolescente, da Cidade Dom Bosco, está “contribuindo para o aprendizado das crianças. Elas precisam conhecer um pouco mais a cidade onde vivem, qual setor da economia está crescendo, qual é a perspectiva de desenvolvimento com o Centro de Convenções, principalmente no que se relaciona à cultura”, comenta. Segundo ela, eventos como este são importantes para “que os alunos não fiquem alheios ao desenvolvimento de nossa cidade”, comentou.

Somente esta manhã, participaram da visitação, crianças dos projetos da Cidade Dom Bosco e do Moinho Cultural, e das escolas municipais José de Souza Damy e Izabel Correa. Leonardo Fábio Velasco, 10 anos, da Cidade Dom Bosco, disse que foi a primeira vez que visitou um “local como este”. Confessou ter adorado e que, através da arte, está conhecendo um pouco mais da “cultura da nossa cidade”.

Ele e Igor Garden Alves, de 11 anos, aproveitaram a oportunidade para colher informações para um trabalho de classe. “Está sendo legal conhecer o que é arte, que vai ajudar a gente fazer o trabalho sobre esta exposição”, dizia Igor, enquanto anotava dados sobre uma tela exposta na Exposição de Artes Plásticas.

Todas as crianças, em grupos, estão sendo acompanhadas por condutores mirins treinados e aptos a prestar informações necessárias sobre as exposições e sobre o próprio Centro de Convenções. Além dos quadros, relatam também a importância do centro para Corumbá e o que trará de benefícios. Estão também tendo oportunidade de interagir com os artistas plásticos que repassam informações básicas sobre a arte e a cultura pantaneira.

Angelina Baruki, gestora do Centro de Convenções, destacou a visitação fundamental para multiplicar os conhecimentos. “Os alunos vão levar para suas casas todo conhecimento adquirido aqui e repassar aos pais”, diz. Ressalta que, o mais importante de tudo é que “eles aprendem a preservar e manter intacto o local visitado”, no caso, as exposições que acontecem no novo espaço dedicado ao turismo de eventos e de negócios, bem como à cultura corumbaense.

  
Estudantes movimentam o Centro de Convenções

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional