Prefeitura inicia programa de controle da Doença de Chagas

Avaliar o índice de infestação por barbeiros em domicílios urbanos e rurais de Corumbá, visando definição de estratégias para diminuir casos de Doenças de Chagas na região, é um dos objetivos do programa que será colocado em prática a partir desta quinta-feira, 6 de agosto, na região do assentamento Taquaral. A ação será desencadeada a partir da elaboração do projeto de Vigilância Entomológica de Vetores Triatomíneos e Controle da Doença de Chagas, elaborado por duas profissionais do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), ligado à Secretaria Executiva de Saúde Pública, da Prefeitura Municipal.

O projeto começa pelo Taquaral e vai atingir toda a zona rural do município, inclusive as regiões de Albuquerque e Nabileque, bem como a zona rural de Ladário. Foi desenvolvido pelas biólogas Michele Soares de Lima, coordenadora municipal de vetores e coordenadora do Laboratório Regional de Entomologia do CCZ, e Grace Sguario, coordenadora do CCZ. Será desenvolvido em parceria pelas Prefeituras de Corumbá e Ladário, e pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

Michele explicou que a ação visa também prevenir a ocorrência da Doença de Chagas na população humana, bem como controlar a expansão populacional dos barbeiros, através de controle mecânico e químico com inseticida nas casas onde o barbeiro for encontrado.

Ela destaca ainda que, durante as visitas, os agentes vão procurar detectar quais os principais fatores que propiciam a permanência da infestação dos vetores nas residências. Michele informou que, em julho, houve uma capacitação e toda a equipe, durante as aulas práticas, realizaram a coleta do inseto na zona rural de Corumbá, quando foram coletadas mais de 17 amostras do barbeiro.

“Agora, vamos iniciar a aplicação do projeto, inclusive com borrifação nos imóveis onde encontrarmos o vetor”, disse. Segundo a bióloga, será desenvolvido também um trabalho de educação sanitária junto à comunidade residente na zona rural. Ela prega a importância da participação da população na luta contra a doença, “com informações necessárias para a correta compreensão do ciclo de transmissão da tripanossomíase e os fatores que possibilitam a ocorrência do barbeiro vetor no ambiente”.

Grace destacou que o projeto vai permitir a elaboração e estudos de novas estratégias que possam ser utilizadas de maneira preventiva e a longo prazo, a fim de evitar a expansão do vetor e da doença, além da realização de testes com inseticidas para estabelecer a eficácia na utilização em campo.

O projeto será desenvolvido até dezembro e será possível realizar um inquérito domiciliar na zona rural para avaliar o nível de infestação do barbeiro, que será feito por uma equipe especializada e treinada, responsável pela busca ativa em todas as residências rurais dos municípios de Corumbá e Ladário. Todo material coletado será encaminhado ao Laboratório de Entomologia do CCZ, para identificação da espécie infestante.

A expectativa, com com o projeto, é obter a redução dos níveis de infestação por barbeiros na região de Corumbá e Ladário, bem como diminuição dos riscos de contaminação pela Doença de Chagas na população humana. Além disso, o CCZ espera desenvolver novas estratégias de controle preventivo que possam ser mais eficazes a longo prazo, que poderão ser conjugados com as ações corretivas que já são seguidas pelo CCZ de Corumbá.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional