Prefeitura e Ibama serão parceiros para atender povos das águas

 Clóvis Neto
  

O ato de assinatura do termo de cessão de uma embarcação, cedida do Ibama para a Funasa

A Prefeitura de Corumbá e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) estão visualizando estabelecimento de novas parcerias na região pantaneira, principalmente no desenvolvimento do programa Povo das Águas que prevê atendimento da população ribeirinha nas mais diferentes áreas, principalmente saúde, educação e social. Os primeiros entendimentos foram mantidos na manhã de hoje, quarta-feira, pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT), com o diretor de Proteção Ambiental do Instituto, Luciano de Meneses Evaristo.

O encontro aconteceu durante ato de assinatura do termo de cessão de uma embarcação, Apaporé, por parte do Ibama à Fundação Nacional de Saúde (Funasa), para atendimento aos índios Guatós, residentes na Aldeia Uberaba. Luciano sinalizou ao prefeito, a possibilidade de doação de lancha, além de outros equipamentos e produtos apreendidos pelo Instituto.

Na oportunidade Ruiter informou que a Prefeitura está desenvolvendo o programa Povos das Águas, direcionado especificamente à população ribeirinha. Para seu desenvolvimento, será necessária uma embarcação específica, com gabinetes médicos, odontológico e outras repartições. Anunciou que já foi feito estudos para aquisição do barco ou mesmo construção de um específico, dentro das “exigências da vigilância sanitária”.

O barco, conforme o prefeito, é fundamental para o desenvolvimento de ações, que possibilitem o resgate da cidadania desta população, inserindo-a dentro dos programas de políticas públicas. Ruiter lembrou outro programa já desenvolvido, inclusive com apoio da Marinha do Brasil, o Prefeito Presente, que já tem proporcionado atendimento específico aos ribeirinhos.

O diretor do Ibama adiantou que, além do barco cedido à Funasa, o Ibama pode fazer muito mais ainda. Já visualizou a doação de uma embarcação para a Prefeitura que, juntamente com a Funasa, já faz parte da “nossa lista para receber doações” de produtos e equipamentos apreendidos pela instituição.

Disse que o programa da Prefeitura de Corumbá está de acordo com a filosofia do Ibama, que sempre se preocupa com a “destinação correta do bem apreendido”. Informou que o Pantanal foi uma porta que se abriu e, por telefone, manteve contatos com a sede do Ibama em Brasília, já vislumbrando numa embarcação para a Prefeitura de Corumbá.

Ruiter, inclusive, apresentou a Luciano, o seu secretário Cássio Augusto da Costa Marques, de Gestão Governamental, que será o responsável direto pelos entendimentos com o Ibama. “Pode preparar uma carreta para buscar a lancha”, disse o diretor do Instituto, se dirigindo a Cássio.

Antônio Carlos-Subsecretaria de Comunicação Institucional