Prefeitura autoriza afastamento de servidoras gestantes

O prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) assinou nesta sexta-feira, 14 de agosto, o decreto nº 657 que autoriza o afastamento, em caráter excepcional, das servidoras municipais gestantes que mantém contato direto com o público. A medida atende recomendação preventiva da Secretaria Executiva de Saúde Pública para evitar a transmissão do vírus H1N1, que provoca a chamada gripe suína.  As grávidas estão dentro do grupo de risco da doença.

As servidoras ficarão afastadas de suas atividades, com remuneração, no período de 17 a 31 de agosto. Os titulares das unidades administrativas do Executivo deverão adotar medidas para manter a regularidade dos serviços prestados sem prejuízo à população. As informações do afastamento deverão ser encaminhadas à Gerência de Recursos Humanos, da Secretaria de Finanças e Administração, para controle e registro funcional.

Durante estes 15 dias, a Secretaria Executiva de Saúde orienta as gestantes a evitarem locais com grande fluxo de pessoas e o contato direto com quem apresente sistomas de gripe. “É importante ficar em casa, evitar visitas e, ao menor sintoma, procurar imediatamente o médico”, disse o secretário-executivo Lauther Serra, responsável pela pasta.

Lauther e o secretário de Ações Sociais, Lamartine de Figueiredo Costa, estão percorrendo todas as secretarias e fundações do Município orientando as funcionárias municipais. Corumbá monitora 42 notificações da nova gripe, das quais 9 estão aguardando resultados laboratoriais, 10 suspeitas já foram descartadas e 3 confirmadas.

Rodrigo Nascimento-Subsecretaria de Comunicação Institucional