Pascual Chaves é Hospede de Honra de Corumbá, decreta Ruiter

 Gilson de Carvalho

  
Ruiter e Padre Pascual, o nono sucessor de Dom Bosco

Padre Pascual Chávez Villanueva, nono sucessor de Dom Bosco, foi declarado Hospede de Honra do município pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT). O decreto 663 de 22 de agosto de 2009, foi assinado na manhã deste sábado pelo prefeito, durante solenidade na sede do Cenper (Centro Padre Ernesto de Promoção Humana e Ambiental), em homenagem ao padre, Reitor-Mor da Missão Salesiana, que veio a Corumbá, visitar as obras da congregação na região.

Ao conceder o título, o prefeito destacou a representatividade do sucessor de Dom  Bosco que é, hoje, a autoridade máxima dos Salesianos, com um trabalho dedicado a esta comunidade, que tem prestado “serviços sociais da mais alta relevância em Corumbá”. Ruiter ressaltou também que a vinda do Reitor-Mor acontece em um momento oportuno, quando a cidade inicia sua programação em comemoração aos 231 anos de fundação, e também se faz presente nas “comemorações dos 110 anos do Colégio Santa Teresa, 50 anos da Cidade Dom Bosco e a celebração do Sesquicentenário de fundação da Congregação Salesiana nesse ano de 2009”.

“É um momento que vai ser guardado por muito tempo em nossa memória”, disse o prefeito, que demonstrou orgulho pela visita ilustre do Padre Pascual, que representa os 16 mil religiosos responsáveis pelos relevantes serviços da comunidade salesiana em todo o mundo. Afirmou ainda que a presença do Reitor-Mor na cidade, faz a festa dos 231 anos de Corumbá ficar “mais bonita, mais iluminada”, e enalteceu a presença da congregação na região, contribuindo para a “construção da nossa cidade”, além de plantar sementes importantes, principalmente na formação das “nossas crianças”.

O prefeito corumbaense, que estudou no Colégio Santa Teresa, ressaltou a importância desta instituição de ensino na cidade, ao longo dos seus 110 anos de criação. Destacou também a Cidade Dom Bosco, que nos seus 50 anos de existência, contribuiu para a formação de milhares de crianças e jovens, não só através do ensino, mas também por meio de capacitação profissional. Citou o ideal defendido pelo Padre Ernesto Sassida, criador do Cenper e de projetos importantes como o Pequeno Herói e o Herói Adolescente, e que “admira a trajetória de devoção do ideal salesiano em todo o mundo”.

Grande obra mundial

Padre Pascual chegou cedo a Corumbá. Antes da solenidade no Cenper, visitou algumas obras salesianas na cidade e fez um relato do trabalho mundial, afirmando que a Cidade Dom Bosco está entre as grandes obras mundiais, “que deixaria Dom Bosco orgulhoso. É igual às grandes obras salesianas pelo mundo”. Sobre a presença da Missão em Corumbá, afirmou que a “cidade não seria a mesma sem a presença dos salesianos”, e enalteceu também o Santa Teresa, também considerada por ele como “outra grande obra”. 

Se dirigiu ao prefeito Ruiter Cunho e afirmou estar orgulhoso com o título recebido. “É um reconhecimento a Dom Bosco”. Falou que sua visita é “para renovar compromissos e seguir trabalhando, para construção de uma sociedade mais justa, mais solidária e mais fraterna”.

Ernesto Sassida, durante o encontro com Padre Pascual, fez um relato do trabalho desenvolvido na cidade, através da Cidade Dom Bosco. Afirmou que a visita do Reitor-Mor é uma honra para todos os integrantes da congregação. Outro que destacou a presença do novo sucessor de Dom Bosco, foi o prefeito de Ladário, José Antonio Assad e Faria. Para ele, a Cidade Dom Bosco é uma das grandes obras da Missão, que “já extrapolou fronteiras. É conhecida em outros países”.

O ato contou ainda com as presenças de diversas autoridades como o bispo diocesano Dom Segismundo Martinez Alvarez; juiz Roberto Ferreira Filho, diretor do Fórum da Comarca de Corumbá; Ligia Maria Baruki e Melo, presidente do Cenper; Lamartine de Figueiredo Costa, presidente do Clube dos Amigos do padre Ernesto, além de secretários municipais de Corumbá, ex-alunos e alunos da Cidade Dom Bosco.

O Padre

Padre Pascual Chávez é mexicano, nascido em Real de Catorce (San Luis de Potosì), zona mineira no coração do norte do México, dia 20 de dezembro de 1947. Depois de alguns anos, a família se transferiu para Santillo (estado de Coahuila) onde Pascual frequentou a escola salesiana “Colégio México”, onde nasceu sua vocação e amadureceu a intenção de seguir Dom Bosco. Sua língua materna é o espanhol, mas fala corretamente o inglês e o italiano. Compreende também o alemão, o francês e o hebraico.

Além de possuir títulos eclesiásticos, Padre Pascual Chávez obteve o título de ensino basilar de matérias científicas. Uma e outra formação tornaram-no um homem concretamente espiritual. De profunda cultura bíblica, é notável nele o sentido das coisas, que o torna homem prático e concreto, filho daquela sensibilidade latino-americana que opera a sua leitura cristã da vida sobre o homem em sua realidade cotidiana.

Padre Pascual Chávez Villanueva foi eleito pelo Capítulo Geral 25, no dia 3 de abril de 2002, o 9º sucessor de Dom Bosco, chamado pelos salesianos de Reitor-Mor. De acordo com o Regulamento dos Salesianos, o Reitor-Mor é o superior da Sociedade Salesiana, o sucessor de Dom Bosco, pai e centro de unidade da Família Salesiana. Sua principal função é promover, em comunhão com o Conselho Geral, a constante fidelidade dos sócios (salesianos) ao carisma salesiano para cumprir a missão confiada por Deus à Sociedade dos Salesianos.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional