Mães são orientadas sobre importância de amamentar seus bebês

 Clóvis Neto
  

 Na maternidade, secretária Beatriz reforça importância do leite materno na saúde dos bebês

Pagode e orientação às mães internadas na Maternidade de Corumbá. Estas foram as atividades desta manhã da Semana Mundial do Aleitamento Materno, aberta oficialmente no município no último sábado, 1 de agosto. A primeira-dama e secretária especial de Integração de Políticas Sociais, Beatriz Cavassa de Oliveira, participou da ação.

“Começamos as atividades pela Maternidade porque é aqui que tudo começa. Estamos incentivando as mães a amamentarem seus filhos desde as primeiras horas de vida. O leite materno é primordial para o bebê”, disse Beatriz, madrinha da campanha em Corumbá.

“Durante toda a semana, estaremos realizando palestras nas Unidades Básicas de Saúde da Família com o objetivo de envolver as gestantes, o marido e também os familiares na campanha. Todos precisam incentivar o aleitamento, inclusive a sociedade”, continuou a secretária especial.

A animação ficou por conta do grupo 100% Saúde, formado por agentes de saúde do município. Nas letras das músicas, mensagens para toda a família. Hoje a tarde, na Unidade Infantil do Hospital, o grupo de teatro do CCZ da sequência a programação.

A Semana Mundial do Aleitamento Materno continua com palestras nas UBSFs Fernando Moutinho (8 horas), Kadwéus (8h), Nova Corumbá (14h) e Mato Grande (14h). Na quarta-feira, as atividades acontecem no Luiz Fragelli, Breno de Medeiros, Aeroporto, Beira Rio e Taquaral. As UBDFs Gastão de Oliveira, Enio Cunha, Dom Bosco e Popular Velha recebem a palestra na quinta-feira.

Ainda no dia 05 de agosto, uma missa de Ação de Graças será celebrada na Capela do Hospital de Caridade às 17 horas. O encenrramento acontece na sexta-feira no Espaço Educacional, com a posse do Comitê Pró-aleitamento Materno de Coprumbá. A cerimônia começa às 15 horas.

Rede de atendimento

Este ano, na cidade, além Semana Mundial do Aleitamento Materno, a Prefeitura capacitou cerca de 300 profissionais da Rede de Saúde Pública, que serão responsáveis pela fomentação da prática do aleitamento materno nas mães do município. O curso foi oferecido pela Rede Amamenta Brasil, criada pelo Ministério da Saúde como estratégia de promoção, proteção e apoio a redução da mortalidade materna e infantil através do aumento dos índices de aleitamento materno. A iniciativa é um reforço a mais às ações desenvolvidas na cidade como o Programa de Humanização no Pré-Natal e Nascimento, que garante uma gravidez saudável e reduz a mortalidade infantil no município.

O leite humano protege as crianças contra infecções desde os primeiros dias de vida. Além disso, diminui o número de episódios de diarréia, encurta o período da doença quando ela ocorre e diminui o risco de desidratação, por ser uma fonte completa de nutrientes para o lactente amamentado exclusivamente no seio até os seis meses de vida. A composição química do leite materno atende também às condições particulares de digestão e do metabolismo neste período de vida do recém nascido.

Rodrigo Nascimento- Subsecretaria de Comunicação Institucional