Jovens recebem kits do Projovem e agradecem oportunidade

Mil jovens que estão tendo a oportunidade de se preparar para a conquista do primeiro emprego receberam os kits com uniforme e mochila do Projovem Trabalhador, Juventude Cidadã, iniciativa que é fruto da parceria entre Prefeitura e Governo Federal. O investimento é de R$ 1,6 milhão. A entrega dos materiais foi realizada pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira no Centro Popular de Cultura, Esporte e Lazer Nação Guató, como parte do calendário de comemorações dos 231 anos de Corumbá. O encontro reuniu, além dos jovens, autoridades municipais, familiares dos alunos e ainda parceiros que foram importantes na concretização do projeto.

Além do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, estavam presentes o deputado estadual Paulo Duarte, vereador João Bosco da Silva e Souza primeira dama Beatriz Cavassa de Oliveira, secretária especial de Integração das Políticas Sociais, Beatriz Cavassa, os secretários municipais Maria Lúcia Ortiz Ribeiro (Promoção da Cidadania), Cássio Augusto da Costa Marques (Gestão Governamental), Lamartine Figueiredo Costa (Ações Sociais) e Sicard Maciel de Barros (Meio Ambiente e Produção Rural); Carlos Porto( Relações Institucionais) e Lígia Maria Baruki e Melo, presidente da Fundação de Cultura e Turismo.

Os beneficiados estão frequentando os cursos oferecidos pelo Projovem desde junho deste ano. Entre eles, o sentimento demonstrado foi de convicção de que, após concluírem esse curso, serão pessoas melhores, mais capacitadas e prontas para entrarem no mercado de trabalho, ou ainda usarão esse curso como o início para uma possível especialização na área. “Está sendo bastante proveitoso. Espero adquirir mais conhecimento e, no final do curso, conseguir um emprego, além de me preparar para cursar uma faculdade”, planeja Juliana Rodrigues, 25 anos. Ela está fazendo o curso de Telemática e diz que fez essa opção por ser uma profissão de furo.

Para Lucinéia Ergues, 24 anos, que integra a mesma turma, participar do Projovem é uma oportunidade para “aprimorar o aprendizado” e criar condições de conseguir o primeiro emprego. A colega de classe Lucimare Esquer Morrone, 24 anos, também demonstra confiança. “Quero conseguir meu diploma e arrumar um serviço na cidade”.

O projeto

A largada para trazer o projeto a Corumbá foi dada em dezembro de 2008, com a assinatura do convênio entre o Município e o Ministério do Trabalho e Emprego. Segundo o gestor do Projovem, Márcio Cavasana, gerente de Ações para a Juventude, foram 2.113 inscritos em Corumbá, com 1.000 selecionados para os cursos de capacitação, com idade entre 18 e 29 anos. Entre eles estão cem jovens de Ladário, alternativa usada para que a cidade vizinha também fosse beneficiada.

Os cursos estão sendo ministrados pelo Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, em quatro pólos da cidade, num total de 33 turmas. São 13 turmas no Colégio Imaculada Conceição (Cenic), 13 turmas na Escola Municipal Luis Feitosa Rodrigues, quatro turmas no Senac, e três turmas no Instituto Homem Pantaneiro – Moinho Cultural.

O gestor do Projovem diz que a iniciativa cumpre uma das metas de governo do prefeito Ruiter, que é a efetivação do primeiro emprego. Pelas regras definidas, o Município se compromete a assegurar vaga 30% dos participantes, ou seja, 300 jovens. Por isso mesmo foram escolhidas formações que estão de acordo com o que o mercado precisa.

Estão sendo dados cursos na áreas de Telemática (operador de micro, revendedor de celular e lojas de informática e assistência em micro); Meio Ambiente (saúde e promoção da qualidade de vida, visitador sanitário, recepcionista de consultório médico, atendente de farmácia e agente ambiental); Turismo e Hospitalidade (auxiliar de garçom, guia de turismo e organizador de eventos), e Construção e Reparos (pintor, gesseiro, manutenção em edificações e ladrilheiro). “São áreas criteriosamente estudadas, pesquisadas e com mercado de trabalho em Corumbá”, definiu.

O gerente do Senac em Corumbá, Rafael Alexandre Carli Delsin, explicou que serão seis meses de cursos com um total de 350 horas/aula – 250h de qualificação profissional e 100 horas de qualificação social. Durante o período, cada inscrito receberá uma ajuda de custo de R$ 100,00 ao mês, desde que tenha participado de 75% das aulas. A capacitação vai até dezembro.