Comitê de Fronteira vai debater o tema “Tráfico de Pessoas”

 Gilson de Carvalho
  

 Reunião aconteceu na manhã desta quarta-feira

Representes da Rede de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas de Corumbá e Ladário querem incluir do tema “Tráfico de Pessoas” na próxima reunião do Comitê de Fronteira Brasil/Bolívia. Ontem, representantes da Gerência de Articulação de Políticas Públicas da Mulher, Superintendência de Políticas Públicas da Mulher de Ladário, Secretaria Executiva de Educação, Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, PAIR, Centro Boliviano Brasil/Bolívia “30 de marzo” e Pastoral dos Migrantes se reuniram com o secretário executivo de Relações Institucionais, Carlos Porto, para debater o tema.

A Rede foi constituída  após inúmeras capacitações realizadas em Corumbá desde 2007 pelo Projeto “Direito de Ir e Vir”, financiado pela Secretaria Especial de Políticas Públicas da Mulher do governo Federal em parceria com o Comitê Estadual de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas de MS e Executado pelo IBISS – CO. O grupo tem o objetivo de socializar as informações sobre o Tráfico de Pessoas na Fronteira, melhorar o atendimento às vítimas e mobilizar a sociedade para participar desse enfrentamento.

Foi decidido que 4 representantes da Rede de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas de Corumbá e Ladário, sendo 2 governamentais e 2 não governamentais, participarão da próxima reunião do Comitê de Fronteira.

Agora iniciam-se as articulações para a realização de um Seminário sobre o tema com a participação da Rede, do Comitê, Autoridades e Sociedade Civil Organizada para conhecimento do trabalho da Rede e elaboração de políticas de fronteiras para o Enfretamento ao Tráfico de Pessoas com base no Plano Nacional de Enfrentamento. O Município participa do II Colóquio Internacional sobre a temática, que será realizado no final do mês em Campo Grande.

Rodrigo Nascimento-Subsecretaria de Comunicação Institucional