Vacinação contra paralisia infantil tem 2ª etapa em agosto

A segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Paralisia Infantil será realizada no dia 22 de agosto. Com o lema “Não dá pra vacilar. Mais uma vez, tem que vacinar”, a iniciativa tem o objetivo de manter a erradicação da paralisia infantil no país.

Na primeira etapa, Corumbá ultrapassou a meta estabelecida com a imunização de 10,5 mil crianças com idade até cinco anos contra a paralisia infantil. O objetivo inicial era imunizar 10.194 crianças contra a doença.

A poliomielite ou paralisia infantil, como é mais conhecida, é uma doença infecto-contagiosa viral aguda que se manifesta de diversas formas. O quadro clássico é caracterizado por paralisia flácida de início súbito e acomete geralmente os membros inferiores. Em algumas pessoas a doença pode levar a paralisia dos músculos respiratórios e da deglutição: situação que deixa a vida do paciente ameaçada.

As manifestações clínicas são variáveis, desde infecções sem sintomas ou sinais até quadros de paralisia severa, levando à morte. Somente as formas paralíticas apresentam manifestações como instalação súbita da deficiência motora, acompanhada de febre; assimetria, comprometendo a musculatura dos membros e flacidez muscular; com diminuição ou abolição de reflexos na área paralisada.

Marcelo Fernandes – Subsecretaria de Comunicação Institucional