Obras do viaduto da 13 começam neste segundo semestre

 Marcos Boaventura

  
Obra vai garantir maior acessibilidade e mobilidade urbana

O prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) assina nos próximos dias, a ordem de serviço para início da construção do viaduto da rua 13 de Junho sobre a depressão existente entre as ruas Luis Feitosa e Firmo de Matos, região do bairro Cervejaria. Hoje, terça-feira, a Prefeitura publicou em jornal local, a homologação do resultado da licitação que apontou a empresa Azevedo & Anjos Ltda, como vencedora do processo e que será responsável pela construção da obra.

O viaduto é considerado pelo prefeito como primordial para a cidade. Será responsável pela melhoria do sistema viário da região central, desafogando o tráfego da rua Dom Aquino e, ao mesmo tempo, ligando a região leste ao oeste da cidade, na saída para a Bolívia. O investimento na obra somam cerca de R$ 2.564.997,66, sendo R$ 1,5 milhão do Governo Federal, via Ministério da Cidade, conseguidos pelo deputado Paulo Duarte (PT), junto ao ministro do Planejamento do Governo Lula, Paulo Bernardo, e o restante, contrapartida do município, recurso oriundo de impostos que a população paga.

Para o prefeito Ruiter Cunha, a obra, além de desafogar o tráfego da rua Dom Aquino, garante também “maior acessibilidade e mobilidade urbana, se tornando uma nova alternativa para o tráfego de veículos e pedestres”. Ele destacou também a viabilização dos recursos junto ao Ministério da Cidade, conseguidos a partir de entendimentos do deputado Paulo Duarte com o ministro Paulo Bernardo.

Na época, foram viabilizados R$ 1,5 milhão junto ao Ministério das Cidades para execução de obras de infra-estrutura na cidade. O prefeito, então, optou pelo investimento na construção do viaduto, obra que contará com um vão de 90 metros, por 12 de largura, incluindo calçadas nos dois lados. Será construído à base de concreto pré-moldado. A estimativa é que esteja concluída no primeiro semestre de 2010.

Outro projeto de Ruiter que vai proporcionar mudanças significativas no trânsito da área central de Corumbá, será o viaduto programado para a Avenida General Rondon, entre a Frei Mariano e Antônio Maria Coelho. O projeto está orçado em R$ 3,5 milhões, recursos provenientes do Ministério das Cidades.

O viaduto contará com uma extensão de 88 metros de cumprimento por 12 de largura, em concreto armado com estrutura metálica. Além disso, terá um elevador de 17 metros de altura, além de uma rampa em formato de caracol, ligando o centro à região do Porto Geral de Corumbá. Segundo o prefeito, vai cumprir duas importantes funções: acessibilidade e mobilidade urbana. Será a valorização de um dos principais pontos turísticos da cidade.