Gás natural pode ser mais um atrativo para ZPE de Corumbá

A disponibilização do gás natural como fonte de energia alternativa pode ser um diferencial na implementação da ZPE (Zona de Processamento de Exportação) de Corumbá. “Se houver oferta deste insumo a um preço competitivo, será uma atração a mais para os empreendedores que quiserem se instalar na nossa ZPE”, afirmou o Secretário de Gestão Governamental, Cássio Augusto da Costa Marques.

A distribuição do produto voltou a ser debatida nesta semana, quando a MSGás (Companhia de Gás de Mato Grosso do Sul), a Prefeitura e a Acic (Associação Comercial e Industrial de Corumbá) reuniram empresários locais interessados em utilizar o gás. “A Prefeitura e seus parcerios estão fazendo contato com todos estes atores, articulando a viabilidade de projetos para o desenvolvimento econômico da região”, continuou o secretário.

O encontro aconteceu na última quinta-feira (16) no auditório da Acic, onde o secretário especial de Desenvolvimento Industrial e Econômico, Fermiano Yarzon, reiterou a importância do combustível para a economia local. “A disponibilização do gás pode fomentar o crescimento de toda a atividade economica de Corumbá”, afirmou.

O gerente de novos negócios da MSGás, Alexandre Brum, disse que a intenção da estatal neste momento trazer o produto para a região. “Mas para que isso ocorra, precisamos fechar parcerias para deixar este insumo a um preço competitivo”, explicou. “Precisamos de parceiros para disponibilizar o produto de que maneira for: ou vamos importar, ou vamos comprar diretamente da GásBol”, explicou.

Corumbá já possuiu um ramal de 33 quilômetros, contruído há 5 anos.  Na época, o investimento foi R$ 12 milhões. “O gás natural é um combusível barato e muito mais limpo que o carvão, por exemplo. O mais importante já temos, que é o ramal. Agora precisamos encontrar consumidores”, completou Brum.