Comitê permanente vai cuidar da saúde da população pantaneira

As cidades pantaneiras de Corumbá, Ladário, Puerto Quijarro e Puerto Suarez vão criar um comitê permanente para estabelecer ações voltadas à saúde da população residente na fronteira do Brasil com a Bolívia. O assunto foi discutido na manhã de hoje, segunda-feira, durante encontro na Secretaria Executiva de Saúde Púbica, que contou com representantes dos quatro municípios, além da gerente da Rede de Saúde da Província de German Bush.

A reunião, a princípio, era mais para discutir ações voltadas à prevenção ao vírus Influenza A (H1N1), mais conhecido como gripe suína. Tomou maiores proporções, principalmente pelo fato de que a saúde é uma questão comum às quatro cidades dessa região de fronteira, e integra a carta dos municípios da fronteira pantaneira entregue em janeiro aos presidentes Lula e Evo Morales, que prega inclusive redimensionamento da distribuição dos recursos do SUS para atendimento à população estrangeira nos municípios fronteiriços.

“Não discutimos apenas ações voltadas à gripe suína. Aproveitamos para trabalhar a saúde como um todo”, disse a gerente de Vigilância em Saúde da Prefeitura de Corumbá. Conforme ela, a idéia é montar um comitê permanente, que irá se reunir pelo menos uma vez por mês, para articular ações de saúde para toda esta região de fronteira”, comentou.

O comitê permanente, na sua opinião, será importante também para estabelecer um fluxo de informações entre os dois países, o que facilitará o desenvolvimento de ações mais específicas na prevenção e combate às doenças, como a gripe suína, dengue, raiva animal, febre amarela, entre outras.

Participaram da reunião representantes da Secretaria Executiva de Saúde de Corumbá; da Secretária de Saúde de Ladário; da Rede de Saúde da Província de German Bush, além de médicos e técnicos de Quijarro e Puerto Suarez.

Viviane explicou que o comitê será formado por representantes do setor de saúde pública das quatro cidades e que resta apenas criar mecanismos legais para o estabelecimento de um termo entre os municípios. “O secretário Carlos Porto (de Relações Institucionais) está acompanhando esta discussão e, agora, vamos tratar o assunto direto com ele, para definir uma forma legal para formarmos este comitê de trabalho permanente”, explicou Viviane.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional