Tombamento do Banho de São João em andamento no Estado

Antes de buscar junto ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e ao Ministério da Cultura o tombamento do Banho de São João,  a Prefeitura de Corumbá está se movimentando junto à Fundação de Cultura, do Governo do Estado, para transformar a festa em Bem Cultural de Natureza Imaterial. O processo foi iniciado em 2007 e, segundo o superintendente de Turismo, José de Carvalho Junior, em um segundo momento, será desencadeado o processo a nível federal.

A intenção é fazer com que o Banho de São João seja a primeira manifestação popular do Mato Grosso do Sul beneficiada pela lei estadual de proteção ao patrimônio histórico, artístico e cultural, datada de  30 de maio de 2008.

Este ano, Corumbá deu mais um passo para conseguir o tombamento do Banho de São João. Além do cadastramento das famílias festeiras, que promovem a festa e descem ao rio Paraguai para banho do Santo, foi realizado um trabalho fotográfico que integrará o acervo do Arraial, importante para integrar o processo de tombamento.

Segundo o secretário de Relações Institucionais, Carlos Porto, a solicitação faz parte de uma das ações da administração do prefeito Ruiter Cunha, de manter as raízes da festa sem qualquer tipo de modificação, seguindo o mesmo exemplo da viola-de-cocho, instrumento que anima o cururu e reconhecido como bem cultural pelo Iphan.