São João: 104 andores devem descer Ladeira para banhar o Santo

 Prefeitura de Corumbá

  

 Reunião com festeiros de São João

A festa do Arraial do Banho de São João promete ser uma das melhores dos últimos anos. Pelo menos 104 famílias de festeiros deverão participar da descida dos Andores pela Ladeira Cunha e Cruz, rumo à prainha do Porto Geral, para o banho do Santo nas águas do rio Paraguai, na noite de 23 de junho.

O número de festeiros foi confirmado agora à tarde, durante reunião no Instituto Luis de Albuquerque, sede da Superintendência de Cultura, comandada pela superintendente Heloisa Helena da Costa Urt e pela presidente da Fundação de Cultura e Turismo de Corumbá, Ligia Maria Baruki e Melo.

Segundo Ligia, são 70 festeiros antigos cadastrados pela Superintendência de Cultura, e 34 novatos que farão a festa pela primeira vez. “Isto mostra a credibilidade do prefeito Ruiter Cunha. Houve um crescimento substancial no número de festeiros, o que dará maior brilho a nossa festa”, comentou.

Os 70 festeiros antigos receberão uma ajuda de custo da Prefeitura para confeccionar os andores. Já os outros 34, novatos, passarão a contar com este apoio após dois anos participando das festividades.

A superintendente de Cultura, Heloisa Helena, lembrou que o crescimento da festa foi em todos os sentidos. No ano passado, 47 festeiros participaram do Arraial, descendo a Ladeira para banho do Santo. Este ano serão 104.

“Houve aumento também no número de participantes do Concurso de Andores. No ano passado tivemos 7 e agora, teremos 13. Tudo isto vai dar maior brilho à nossa festa”, comentou.

Durante o encontro, Ligia e Helô passaram toda a programação do Arraial do Banho de São João aos festeiros presentes, lembrando que eles são os donos da festa, e que a “Prefeitura está contribuindo para que tenha maior brilho”, disse Helô.

A festa começa no sábado e vai até dia 24. O Concurso de Andores será no dia 20, às 20h30, na estrutura que está sendo montada no Porto Geral. Representa o resgate de uma tradição secular mantida pelas casas de rezas, cujo ritual inclui novena e a descida do andor para banhar a imagem do santo nas águas do rio Paraguai.