Ruiter leva pavimentação para Distrito de Albuquerque

 Prefeitura de Corumbá

  

 15 moradores da região vão participar do lajotamento do Distrito

O prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) lançou na manhã desta terça-feira, 02 de junho, o programa “Se Essa Rua Fosse Minha” para atender o Distrito de Albuquerque com a pavimentação de 11 mil metros quadrados de ruas com lajotas – correspondentes a 10 alamedas no padrão urbano.

Quinze pessoas (entre moradores da localidade e do assentamento Mato Grande) farão o serviço de pavimentação com lajotas sextavadas na localidade, distante 70 quilômetros da área urbana. A equipe integra a quinta turma do programa. Eles passaram por 60 horas de capacitação teórica no Senai.

Nesta quinta edição, o “Se Essa Rua Fosse Minha” vai beneficiar 200 famílias com o serviço desenvolvido em três frentes de trabalho. O lajotamento também será realizado nos bairros Jardinzinho e Aeroporto, totalizando 21.600 metros quadrados de área lajotada. A capacitação atingiu 35 pessoas e formou mão-de-obra especializada na fabricação e assentamento de lajotas sextavadas.

“Nova vida”

Maria do Carmo Victório da Silva, 52 anos, e há 12 morando em Albuquerque, é uma das 15 pessoas encarregada do serviço de lajotamento no Distrito. Ela afirmou que “é um sonho” ver as ruas pavimentadas.

“É algo indescritível, uma alegria muito grande. Nós fabricamos as lajotas e vamos fazer a pavimentação”, afirmou. Maria do Carmo disse ainda que toda a comunidade “sonha” em ver as ruas com um novo aspecto. “Vai começar uma nova vida”, afirmou.

O presidente da Associação dos Moradores de Albuquerque, Vitorino Farias, destacou a importância social do “Se Essa Rua Fosse Minha”. Para ele, a iniciativa “olha pelo lugar e dá grande apoio aos moradores”.

144 alunos capacitados

O “Se Essa Rua Fosse Minha” faz parte do programa de governo do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira. Foi idealizado a partir de reuniões com a comunidade corumbaense, antes mesmo de ser eleito, em 2004. Através dele, é possível promover a urbanização de bairros da cidade, além da geração de renda e capacitação do trabalhador.

Depois de formatado e aprovado pelo Fundo Municipal de Investimento Social (FMIS), o projeto começou ser executado em 2007. São duas etapas distintas. Na primeira delas, os alunos passam por 60 horas de capacitação teórica. Depois são submetidos a três meses de estágio prático, quando promovem a pavimentação com lajotas de ruas e alamedas dos bairros onde moram. Os alunos recebem uma bolsa auxílio durante o período.

Com quatro turmas já formadas, o “Se Essa Rua” já formou 144 alunos e promoveu o lajotamento linear de 3.410 metros de ruas. Foram lajotadas 25 alamedas e assentadas 290 mil lajotas.