Quijarro faz 69 anos e prefeito exalta integração com Corumbá

 Fotos: Prefeitura de Corumbá

  
Aldo, Ruiter e demais autoridades abrem desfile comemorativo ao aniversário de Quijarro. Integração foi destacada na solenidade

A integração com Corumbá foi destacada na manhã desta quinta-feira, 18 de junho, pelo prefeito Aldo Clavijo, de Puerto Quijarro, durante a solenidade comemorativa aos 69 anos da cidade boliviana. O ato contou inclusive com a presença do prefeito corumbaense Ruiter Cunha de Oliveira (PT), bastante elogiado por Clavijo, que apontou-o como um “irmão” do povo boliviano, e que tem contribuindo significativamente para ações que permitam o desenvolvimento da região fronteiriça.

Clavijo, durante seu discurso dirigido a uma multidão que se aglomerava na praça principal da cidade, elogiou Ruiter e agradeceu o apoio às ações desenvolvidas em Quijarro, principalmente na área de saúde. “Graças a ele estamos conseguindo combater doenças como a dengue, principalmente”, destacou.

Conforme ele, esta parceria com Corumbá é importante para garantir melhor qualidade de vida para a população e está permitindo uma maior integração entre os municípios pantaneiros, localizados na região de fronteira. Se referiu a Corumbá e Ladário, no Brasil, e Quijarro e Puerto Suarez, na Bolívia.

Lembrou a Carta dos Municípios da Fronteira Pantaneira entregue aos presidente Lula e Evo Morales, em janeiro, quando da visita dos dois à região, fruto de “um trabalho minucioso, técnico” e que abrange áreas como saúde, educação, turismo, “importantes para o desenvolvimento da região”.

Forte união

A atuação do prefeito Ruiter Cunha para a integração das cidades fronteiriças, é reconhecida pela população de Quijarro. Ele foi bastante aplaudido no momento em que Aldo Clavijo anunciou sua presença no palanque das autoridades. Ruiter, inclusive, fez um discurso, se dirigindo aos presentes, desejando a todos “muita paz e felicidade” pelo 69º aniversário da cidade boliviana.

Para o prefeito corumbaense, a integração das cidades de fronteira passa pelo desenvolvimento de políticas públicas e programas nacionais específicos para as comunidades fronteiriças nas áreas de saúde, educação e assistência social das populações vizinhas; adoção de políticas binacionais de execução integrada; bem como a melhoria da logística de transportes e as malhas rodoviárias, ferroviárias e hidroviárias da faixa de fronteiras; programa de fomento ao turismo fronteiriço em parceria com os países vizinhos, entre outras questões.

Tudo isto faz parte da carta entregue pelos prefeitos aos presidentes Lula e Evo Morales, fruto de uma integração  entre os quatro municípios pantaneiros. Disse que somente desta forma “encontraremos, de fato, o desenvolvimento da nossa fronteira” e que é preciso “unir cada vez mais” na realização de ações importantes, “para conquistarmos os nossos sonhos”.

Ruiter deixou bem claro que esta parceria terá continuidade e visa a promoção de ações que permitam o desenvolvimento sustentável da região e a melhoria da qualidade e condições de vida de suas respectivas populações. “A ação de saúde pública é um exemplo prático da concretização de um processo de integração. Esse nosso exemplo é fundamental”, lembrou.

Festa

Ruiter participou da solenidade de aniversário de Quijarro a convite do próprio prefeito Aldo Clavijo. Os dois e autoridades presentes, fizeram a abertura do desfile cívico militar em comoração aos 69 anos da cidade boliviana.

Quijarro está localizada na fronteira com Corumbá e integra a província de German Busch, pertencente ao departamento de Santa Cruz. Sua principal economia é o comércio, com destaque também para o turismo. É uma das principais cidades dentro do Pantanal Bolíviano.

É forte também na exportação de cereais e derivados por seu porto, através do Canal Tamengo, uma importante via navegável que liga a cidade aos rios Paraguai e Paraná, passando por Corumbá.

Conta hoje com uma população estimada de 15 mil pessoas. Foi fundada por Antonio Quijarro em 18 de junho de 1940. Originou-se a partir da implantação da estrada de ferro que ligou o Brasil a Santa Cruz. Quijarro orgulha-se de possuir a primeira estação ferroviária da Bolívia.

  
Desfile cívico militar marcou 69 anos de Quijarro