Corumbá e Ladário agilizam implantação de aterro sanitário

Corumbá e Ladário reforçam parceria para agilização implantação de aterro sanitário para a destinação de resíduos sólidos das duas cidades. O assunto foi alvo de um documento firmado ontem à noite, segunda-feira, entre os prefeitos Ruiter Cunha de Oliveira, de Corumbá, e José Antônio Assad e Faria, de Ladário, que comprometeram-se a dar tramitação preferencial a constituição do consórcio, envidando mútuos esforços para sua concretização o mais rápido possível.

A implantação do aterro é necessária para a solução do grave problema ambiental de destinação final de dejetos residuais, melhorando sobremaneira a qualidade de vida da população, minimizando-se problemas de saúde.

A implantação do aterro é assunto que vem sendo debatido entre as duas cidades há algum tempo, inclusive com edição de leis autorizativas para a constituição de consórcio intermunicipal para a gestão associada. O problema maior é com relação a área.

Com o termo, as duas prefeituras vão agilizar procedimentos, visando definição da área (a mais apropriada é em Ladário). “Será importante. Teremos um local para atender as duas cidades e, quem sabe, transformá-lo em um aterro internacional, ampliando para a Bolívia”, disse o prefeito Ruiter Cunha, lembrando que a questão se aplica também às cidades bolivianas localizadas na fronteira, que também integram a região pantaneira.