Ações de prevenção a diabetes prosseguem até final de junho

As 21 unidades básicas de saúde de Corumbá e os Centros de Referência realizam até o final de junho, o trabalho de busca ativa aos diabéticos. A iniciativa prevê a realização do teste de glicemia e aferição da pressão arterial nestes pontos e também nas feiras livres, onde contará com participação dos acadêmicos do terceiro semestre do curso de Enfermagem da Uniderp/Anhanguera.

A coordenadora do programa Municipal de Hiperdia (Hipertensão e Diabetes) enfermeira Marjorie Gonçalves Marques explicou que se o teste de glicemia, feito nas unidades de saúde e nas feiras livres, apresentar alguma alteração, as equipes farão o encaminhamento dos pacientes ao Centro Integrado de Saúde (CIS) para realização do teste em jejum. Depois desse exame, os resultados serão enviados ao posto médico do bairro onde os pacientes residem. Lá, será definido como será o tratamento. O Hiperdia conta com cerca de 1.800 pacientes cadastrados em todos os bairros de Corumbá.

Diabetes Mellitus, nome científico, é uma doença crônica cuja principal característica é a elevação da taxa de glicose (açúcar) no sangue, acima dos índices considerados normais. De 70 a 100 mg/dl, em jejum, está de acordo com a normalidade. De 100 a 125mg/dl, é conhecido como intolerância à glicose (pré-diabetes), em que o risco de desenvolver diabetes é maior.

Acima de 126mg/dl, em jejum, em duas ocasiões diferentes, confirma o diagnóstico. Existem vários tipos, porém o mais comum entre crianças e adolescentes é o tipo 1, que necessita de aplicações diárias de insulina. Casos de diabetes tipo 2 em crianças obesas têm sido observados e estudados.

O diabetes já afeta cerca de 246 milhões de pessoas em todo o mundo. Até 2025, a previsão é de que esse número chegue a 380 milhões. Estima-se que boa parte das pessoas que têm diabetes, doença que pode atingir crianças de qualquer idade, desconhece a sua própria condição.