Prefeitura de Corumbá leva vacina contra raiva para Bolívia

 Arquivo PMC

  
Saúde atende Quijarro sábado com vacina contra raiva animal

A Prefeitura de Corumbá realiza neste sábado, 23 de maio, uma campanha de vacinação contra a raiva animal em Puerto Quijarro, na Bolívia. A ação faz parte de uma estratégia adotada na cidade brasileira para combate à doença que, este ano, já apresentou um caso na vizinha cidade boliviana. A vacinação será desencadeada por uma equipe do Centro de Controle de Zoonoses da Secretaria Executiva de Saúde Pública, e vai atingir também a região de Puerto Suarez.

Segundo Viviane Ametlla, gerente de vigilância em saúde, os trabalhos nas cidades bolivianas que fazem fronteira de Corumbá, seguem uma orientação do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT), que é levar ações ao vizinho país, visando o combate de doenças endêmicas. Ela lembra que esta não é a primeira vez que a Prefeitura realiza campanhas do outro lado da fronteira.

“Estamos trabalhando constantemente, apoiando as autoridades bolivianas”, ressaltou, lembrando que, este ano, as ações ficaram concentradas na dengue e, a partir deste final de semana, será específica contra a raiva animal, dando sequência a um cronograma de vacinação que vem ocorrendo desde a primeira gestão do prefeito Ruiter.

Viviane lembra que a imunização na Bolívia faz parte da primeira etapa da campanha de vacinação contra a raiva que está sendo desenvolvida em Corumbá. Destaca que, além dessa, outra será realizada no segundo semestre. É que como há circulação do vírus da raiva na região, há necessidade de duas campanhas ao ano, de seis em seis meses. “Sábado estaremos em Quijarro e no dia 30 em Puerto Suarez”, explicou.

Corumbá

A vacinação na Bolívia será realizada por agentes de endemias do Centro de Controle de Zoonoses, com apoio de equipes da Bolívia. A imunização começa às 08h de sábado e serão montados postos em locais estratégicos da cidade, com grande fluxo de pessoas.

Enquanto isso, em Corumbá, o CCZ está realizando o trabalho de recuperação, visitando imóveis que, na época da vacinação, estavam fechados. Segundo a veterinária Walkíria Arruda da Silva, coordenadora do centro, até o momento, já foram vacinados 21.562 animais. “Ultrapassamos a meta na área urbana que era imunizar 20 mil animais”, disse.

Segundo ela, o cronograma estabelecido pela Secretaria Executiva de Saúde Pública, estabelece retorno aos imóveis que, durante visita dos agentes, auxiliado por soldados do Exército, estavam fechados. Conforme ela, a vacina acontece de casa em casa, devido justamente à forte circulação viral, o que não permite aglomeração de animais.

Walkíria cita também que, após a conclusão dos serviços de recuperação e da campanha nas cidades bolivianas de Quijarro e Puerto Suarez, os trabalhos serão voltados para a zona rural de Corumbá. A meta é vacinar três mil animais, entre cães e gatos, concluindo assim a primeira etapa da campanha.