Inscrições para o Projovem prorrogadas até sexta-feira

Devido à grande procura, o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) prorrogou até sexta-feira, dia 8, as inscrições para o Programa Nacional de Inclusão de Jovens, o Projovem Trabalhador – Juventude Cidadã, que está sendo desenvolvido em Corumbá pela Prefeitura Municipal, em parceria com o Ministério do Trabalho e Emprego. O programa foi lançado há duas semanas pelo chefe do executivo corumbaense e as inscrições seriam encerradas ontem, terça-feira.

Segundo informações do gerente de Ações para a Juventude, Márcio Cavasana, cerca de 1,2 mil pessoas já se inscreveram e a procura continua grande, o que levou o prefeito Ruiter Cunha a prorrogar até sexta-feira e podem ser feitas na Casa da Cidadania, localizada na rua 15 de Novembro, 400, sede da Subsecretaria de Ações da Cidadania.

O programa é desenvolvido pela Secretaria Municipal de Promoção da Cidadania, por meio da Subsecretaria de Ações da Cidadania/Gerencia de Ações para a Juventude. Foi viabilizado pelo prefeito Ruiter Cunha para atender jovens que, nos dias atuais, enfrentam inúmeras dificuldades, desafios e incertezas, decorrentes de uma realidade social com altos índices de pobreza, desigualdade social que provoca a expansão da delinqüência, com agravante do tráfico, consumo de drogas, prostituição infantil e a crescente dificuldade de inserção no mundo do trabalho.

Segundo o prefeito, a situação do jovem em Corumbá, não difere das demais regiões do país. Por isso mesmo a Prefeitura está desenvolvendo políticas públicas de geração de trabalho, emprego e renda, investindo na profissionalização e elevação da escolaridade. O Projovem Trabalhador-Juventude Cidadã, segundo Ruiter, é uma estratégia eficaz de profissionalização e inserção deste público no mercado de trabalho.

E foi justamente pensando nos jovens que o prefeito criou a Gerência de Ações para a Juventude e a Gerência de Trabalho e Capacitação Profissional, para promover o desenvolvimento dos jovens como pessoas, como cidadãos e futuros trabalhadores, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida de um modo geral.

O projeto está orçado em R$ 1.589.875,00. A contrapartida do município é de R$ 79,493,75. A meta é qualificar mil jovens, preparando-os para o mercado do trabalho. Serão seis de curso com 100 horas/aula de qualificação profissional; 40 horas/aula de inclusão digital; 10 horas/aula de valores humanos, ética e cidadania; 10 horas/aula de educação ambiental, higiene pessoal e promoção da qualidade de vida; 20 horas/aula de noções de direitos trabalhistas, formação de cooperativas e prevenção de acidentes de trabalho, e 20 horas/aula de estimulo e apoio a elevação escolar.

Os cursos abrangerão áreas como telemática (operador de micro, revendedor de celulares e lojas de informática, assistência em micro); meio ambiente, saúde e promoção da qualidade de vida (visitador sanitário, recepcionista de consultório medico, atendente de farmácia e agente ambiental); turismo e hospitalidade (auxiliar de garçom, guia de turismo e organizador de evento); construção e reparos (pintor, gesseiro, manutenção em edificações e ladrilheiro).

Os inscritos passarão por um processo de seleção e os mil jovens escolhidos, iniciam o curso dentro de aproximadamente um mês. O programa é destinado a jovens de 18 a 29 anos que estejam em situação de desemprego e sejam membros de famílias com renda mensal per capita de até um salário mínimo. Devem também estar cursando ou que tenham concluído o ensino fundamental, ou que estejam cursando ou concluído o ensino médio.

Para se inscrever o interessado deve se dirigir à Casa da Cidadania munido de CPF, RG, comprovante de residência, carteira de trabalho e título eleitoral. O Projovem é aberto a mais de uma pessoa por família. Cada candidato receberá uma ajuda de custo, durante o curso, de R$ 100,00 ao mês, desde que tenha participado de 75% das aulas.