Tá na Rua repassa história mundial em espetáculo no 6° FAS

Para aproximar o público sul-mato-grossense das produções dos grupos nacionais de teatro, o 6° Festival América do Sul selecionou espetáculos que transportam os espectadores para outros contextos, ou ainda que fazem releitura da história coletiva da sociedade.

Nesta quinta-feira, 30 de abril, às 10h30, e 1° de maio, às 16h, o grupo carioca Tá na Rua apresenta o espetáculo “Memórias”. A apresentação de hoje será no Porto Geral e no dia 1°, o público pode conferir “Memórias” na Praça da Independência.

Costurando uma trouxa de retalhos, “Memórias” resgata momentos marcantes da vida brasileira e mundial das últimas décadas. Os fatos selecionados não seguem ordem cronológica, mas orienta a apresentação pela importância adquirida pelos acontecimentos.

O público irá lembrar desde o desfile censurado da escola de samba Beija-Flor em 1989, com os mendigos no abre-alas e o Cristo coberto, até o assassinato do presidente chileno Salvador Allende em 11 de setembro de 1973. Há participação de célebres personagens, como o poeta Federico García Lorca e o cantor Vicente Celestino.

Para dar movimento ao espetáculo, o público seleciona as cenas por sorteio, tirando a ordem de uma cartola. Além da memória emotiva do público, o imprevisível acrescenta um novo sabor à encenação, que bebe nas fontes do teatro de revista, o circo-teatro e os números de variedades. (Assessoria FAS)