Prefeitura inicia distribuição de carnês do IPTU em Corumbá

 Prefeitura de Corumbá

  
Carnês estão sendo entregues na Central de Atendimento

Os carnês do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) já podem ser retirados na Central de Atendimento ao Contribuinte da Prefeitura de Corumbá, localizada na rua Frei Mariano, 650.  O vencimento do pagamento à vista, com 30% de desconto, será no dia 11 de maio, uma segunda-feira. Para quem optar pelo parcelamento em até oito vezes, terá desconto de 5% no montante a ser pago, e a primeira parcela também vence em 11 de maio.

Ao todo, são 34.188 carnês do IPTU 2009. Desses, 7.117 estão isentos do pagamento. São de contribuintes que possuem um único imóvel, cujo valor venal não ultrapassa R$ 18 mil. A retirada dos carnês pode ser feita de segunda a sexta, no período das 08h às 17h, e aos sábado, das 08h às 13h30. A Prefeitura está disponibilizando um total de 10 guichês para atender o contribuinte.

Este ano, o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT), adotou uma série de medidas, especialmente para combater a crise que afeta a economia mundial por meio do incentivo para o cidadão contribuir com o Município. Além dos 30% de desconto para quem optar pelo pagamento à vista do IPTU, destinado àquelas pessoas que não tenham nenhum débito com o Fisco Municipal, ou 5% para quem optar pelo parcelamento, a Prefeitura está possibilitando outros tipos de benefícios ao corumbaense.

Uma delas, por exemplo, atende contribuintes com débito. Se optar pelo pagamento à vista, o desconto é de 10%. Parcelamento, não há desconto.

Este ano, a lei criada pelo prefeito e aprovada pela Câmara de Vereadores, amplia os benefícios para quem está em dia com os tributos e oferece aos contribuintes inadimplentes a oportunidade de regularizar a situação. Ocorreram mudanças em itens do Código Tributário Municipal e, ao mesmo tempo, instituiu no Programa Cidadão de Recuperação de Créditos com a Fazenda Pública Municipal (Refic).

Um detalhe é que o IPTU foi congelado pelo prefeito Ruiter Cunha. Manteve-se o mesmo valor de 2008, apesar dos Índices do Preço ao Consumidor Amplo (IPCA) ter registrado 6,1% no período. Além disso, ampliou de 25% para 30% o desconto para quem pagar à vista, um dos maiores abatimentos aplicados em todo o Estado e até mesmo no País.

Incentivos

Além de premiar o bom contribuinte, a Prefeitura está dando incentivos aos inadimplentes para regularizar suas situações junto ao fisco municipal, através do Refic. As vantagens são para aquelas pessoas que pagarem o IPTU 2009 à vista ou mesmo parcelado em até oito vezes.

Pelo Refic, o pagamento à vista dos débitos gerados em até 31 de dezembro de 2008, o contribuinte será anistiado dos acréscimos legais de correção monetária, multa e juros de mora. O programa permite ainda parcelamento da dívida em até 36 vezes, desde que as parcelas não sejam inferiores a R$ 30,00 para pessoas físicas e R$ 80,00 para pessoas jurídicas.

Neste caso, também será dado desconto dos acréscimos legais, variando conforme o número de vezes em que a dívida for paga. O parcelamento em seis vezes terá desconto de 85% de multa, juros e correção monetária; em 12 vezes, essa redução será de 70%; em 24 parcelas vai para 60% e em 36 vezes fica em 50%. Se houver atraso no pagamento superior a 60 dias, o contribuinte é excluído do programa.

O secretário de Finanças e Administração, Daniel Martins, lembra também que, outra vantagem propiciada pelo prefeito Ruiter, se refere àquela pessoa que já está com débitos anteriores parcelados, poderá aderir ao Refic, se beneficiando das vantagens atuais. Cita ainda que o programa atende àquelas pessoas que já estão com dívidas ajuizadas. “Se optarem pelo Refic, o processo é interrompido imediatamente”, argumentou.

Segundo o prefeito Ruiter Cunha as vantagens foram pensadas considerando que muitos contribuintes que têm débitos com o fisco municipal, planejam quitá-los, mas não conseguem fazer isso em razão de circunstâncias que vão além. Conforme ele, “são importantes tanto para o contribuinte, ao passo que é facilitada a quitação de débitos, evitando-se assim sua inscrição em dívida ativa e futuro socorro das vias judiciais para satisfação do crédito devido, como ao Município de Corumbá, possibilitando-se assim a manutenção do ritmo de trabalho ora imprimido pela atual Administração”.