Prefeitura fortalece ações para desenvolver setor turístico

 Prefeitura de Corumbá

 

 Elaboração do plano acontece na sede do Sebrae

As estratégias para a efetivação do projeto “Travessia do Pantanal” estão sendo discutidas em Corumbá nesta segunda-feira, 27 de abril. O encontro técnico acontece na sede do Sebrae e reúne representantes da Prefeitura; Governo do Estado; trade turístico e dos municípios que integram o corredor.

A reunião discute a roteirização da Travessia; implantação dos planos estratégico-operacional do roteiro e de ações concretas para inserção dos produtos no mercado. O Comitê gestor ainda vai elaborar o plano estratégico do projeto, que abrange cidades de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso que compartilham o Pantanal.

O grupo de trabalho já estabeleceu as cidades de Corumbá (MS) e Cáceres (MT) como pólos da Travessia. A partir desses dois municípios as ramificações do roteiro serão definidas gradativamente. “Estamos preparando alternativas para ampliação do fluxo turístico nestas regiões”, explicou o consultor de Turismo Adonis Zimmermann.

O superintendente de Turismo de Corumbá, José de Carvalho Júnior, afirmou que a Prefeitura é “parceira do projeto” que busca a criação de novos roteiros. “A iniciativa visa fomentar a atividade e geração de renda e emprego que o segmento turístico proporciona”. Na avaliação do superintendente, a “Travessia do Pantanal” é perfeitamente viável porque “cria vários roteiros no trecho Cáceres – Porto Murtinho”.

Trem do Pantanal

Na última quinta-feira (25), a Fundação Especial de Cultura e Turismo do Pantanal participou do encontro promovido pelo Sebrae (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) e pela Abottc (Associação Brasileira de Trens Turísticos e Culturais), onde foi discutido o desenvolvimento de trens turísticos na região pantaneira

Os trabalhos foram coordenados pelo consultor Mário Braga, do Sebrae Nacional, que percorreu todas as cidades por onde o Trem do Pantanal vai passar a partir do mês que vem. “Essa reunião vai nos permitir organizar melhor todo o nosso setor turístico para quando o trem chegar até nossa cidade”, afirmou a diretora-presidente da Fundação Especial, Ligia Baruki.

Segundo Lígia, o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira já vem preparando a cidade para o retorno do trem desde 2005. “Prova disso é a instalação de um Pólo Educacional em Porto Esperança, onde fica uma das mais belas estações do histórico trem”, continuou.   Representantes da Fundtur (Fundação de Cultura do MS) também participaram do evento.