Luiz Melodia canta os clássicos do samba no fechamento do FAS

Luiz Melodia é o responspável pelo show de encerramento da 6ª edição do Festival América do Sul. Ele se apresenta neste domingo, dia 3 de maio, no Palco das Américas, localizado na praça Generoso Ponce, em Corumbá. Quando o termo “Jazz” é citado em algum lugar, se entende tratar-se de um estilo de música em que, acima de tudo, o artista teve liberdade total e irrestrita de criar. Luiz Melodia sempre foi um desses artistas inquietos que, transitando por vários gêneros, imprimiu, como compositor e intérprete, sua própria leitura sobre todas as coisas.

De volta aos palcos, Melodia nos trás, agora, pérolas do samba. Por se tratar de um artista criado no Estácio, esperava-se que fizesse deste a matéria prima de seu trabalho e, de fato, nos últimos 30 anos, o samba esteve presente no seu repertório, nem que fosse somente no auxílio luxuoso de um pandeiro e um tamborim, enfim…

Desta vez, o que antes era subliminar, se torna evidente como a cor de sua pele: Luiz Melodia se encontra numa roda de samba, com Cartola, Ismael Silva, Paulinho da Viola, Chico, Vinicius, Garoto e com seu pai, Oswaldo Melodia, num boteco imaginário, para celebrar um Rio que ainda existe.

Luiz também canta alguns de seus clássicos, como Fadas e Estácio, Holly Estácio. Reúne em torno de si um conjunto de instrumentos típicos do samba regional, isto sem perder a irreverência, a elegância e a genialidade que sempre fez da diferença, a sua marca. Os arranjos são de Silvério Pontes e Alessandro Cardoso; Rubens Gonzaga assina a luz e a direção é de Jane Reis. (Assessoria do FAS)