Festival homenageia carnavalesca Venância Duarte

Em sua sexta edição, o Festival América do Sul consagra-se como um importante encontro nacional da arte e cultura dos povos do Brasil e dos países latino-americanos. A cada ano, uma personalidade é homenageada, por seus préstimos e realizações nas áreas de cultura e entretenimento.

Em 2009, uma das homenageadas pelo Festival América do Sul é Dona Venância Duarte. Nascida em 19 de maio de 1933, Venância Gomes Duarte confunde sua história de vida com os fatos do Carnaval corumbaense. Mãe de nove filhos, ela e o marido, José Duarte, faziam parte da escola de samba “Ditadores do Samba”, uma das manifestações mais lembradas da festa popular.

Até que, em agosto de 1958, o casal fundou a escola de samba “Império do Morro”, agremiação 28 vezes campeã do carnaval da Cidade Branca e que se tornou referência para todo o Estado. Desde 1982, Dona Venância participou do Desfile de Fantasias no Corumbaense Futebol Clube, na categoria Luxo Feminino, e ganhou por seis vezes o primeiro lugar.

A chamada “Baluarte do Carnaval Corumbaense” recebeu o título de “Eterna Porta-Bandeira” e foi lembrada no desfile da Império do Morro, que comemorou 50 anos em 2008, com o enredo “No jubileu da Império, tudo que reluz é ouro”. Dona Venância faleceu em 2007.