Festival América do Sul começa quarta com show de Elza Soares

 Prefeitura de Corumbá

  
Palco dos grandes shows em fase de montagem

Uma grande estrutura vai ocupar a praça Generoso Ponce e arredores para sediar o 6º Festival América do Sul, que será aberto nesta quarta-feira, 29 de abril, com Elza Soares. A festa vai até 3 de maio. O Instituto Luis Albuquerque (ILA), a Casa Vasquez, o Moinho Cultural e a Praça da Independência também serão palco para as manifestações culturais dos dez países participantes. O público ainda vai encontrar arte em plena rua em Corumbá, Ladário e nas cidades bolivianas de Puerto Suarez e Puerto Quijarro.

Este ano, não haverá a grande tenda montada no Porto Geral, e os dois palcos de shows estarão concentrados na Praça Generoso Ponce. Na extremidade da praça próxima ao Clube Corumbaense, o Palco das Américas, em modelo geo space, deve atrair multidões para ver Elza Soares, Zeca Baleiro, Maria Rita, Paralamas do Sucesso, Argentina En Concierto e Luiz Melodia. Nesse local, os shows começam sempre mais tarde.

Mais cedo, o público já assiste diariamente a espetáculos nacionais e internacionais no Palco Brasil, montado do lado oposto, no cruzamento da Avenida Marechal Rondon e Rua Frei Mariano. Nesse espaço, se apresentarão o peruano Grupo Wayramanta, a paraguaia Banda La Secreta, o chileno Pedro La Colina, a Orquestra Típica De Puro Guapos (Brasil e Argentina), e ainda Banda Grass, Facas Voadoras, Black Zone, Mandioca Loca, Tostão e Guarani, entre outras atrações.

Praça

Para acomodar toda a platéia dos shows, a praça Generoso Ponce estará liberada de outras estruturas, como o Pavilhão dos Países, que nesta edição será montado no meio da Avenida Marechal Rondon. Na área periférica da praça estarão a Tenda dos Homenageados e o estande do Fórum de Cultura; à direita do Palco das Américas, serão instalados os camarotes, para receber convidados e autoridades.

Entorno

O Pavilhão da Feira dos Países também traz novidades. A área continua com o tamanho de 800m², mas será disposta de modo menos compactado. Além das três entradas principais, a instalação de “varandas” facilitará o acesso e circulação do público. A atração costuma reunir milhares de visitantes que se encantam com as tradições e as novidades do artesanato produzido na América do Sul.

A entrada principal para o complexo cultural formado pela praça e entorno será pela Rua XV de Novembro, bem na metade do trecho da Avenida Marechal Rondon. Passando por um pórtico, o visitante segue até o Pavilhão dos Países. Dali pode se dirigir para a direção de qualquer um dos palcos – o das Américas, à esquerda; ou o Brasil, à direita.

Nesse caminho de acesso principal, outra novidade. As tendas destinadas pela organização gratuitamente aos comerciantes de Corumbá estarão em nova localização, uma forma de valorizar o pessoal local. É ali que o público vai encontrar as comidas típicas e uma diversidade de produtos que antes eram vendidos em barracas atrás do palco da Praça Generoso Ponce.

Outros cenários

O circuito cultural continua fora do complexo da Praça Generoso Ponce. O Instituto Luis Albuquerque concentra as exposições de artes plásticas do Festival. Neste ano, vai exibir acervos vindos diretamente do Memorial da América Latina (SP), que participa da curadoria compartilhada do 6º FAS. Os visitantes poderão ver o que de melhor representa os países sul-americanos.

A Praça da Independência será parada obrigatória para os fãs de cinema. À noite, luzes apagadas, a claridade da tela gigante vai ser o centro das atenções nas exibições de filmes como “Diários de Motocicleta”, “Guantanamera” e os curtas da “Mostra Ver Favela”.

No fim da ladeira do Porto Geral, o FAS ganha um cenário inédito. O histórico prédio da Casa Vasquez vai abrigar apresentações de teatro e dança. Palco, luzes e sons especiais se juntarão à bela arquitetura do casarão para compor o Espaço Cênico que deve emocionar os espectadores.

Completando a união cultural entre conteúdo e espaço físico, o Moinho Cultural recebe os lançamentos de livros e debates literários, nos três dias de Quebra-Torto com Letras – 30 de abri, 1º e 2 de maio.

No link abaixo, a programação completa do festival

http://www.festivalamericadosul.com.br/prog_FAS_2009.pdf