“Diários de Motocicleta” é destaque no Festival América do Sul

Para saber o motivo de certas atitudes de uma pessoa, é preciso conhecer um pouco de sua história pessoal. E quando esta pessoa se tornou uma das figuras mitológicas da história do século XXI, servindo como referência para diversas outras, a história pessoal pode ganhar ares de modo de vida coletivo.

Integrando a programação de cinema do 6° Festival América do Sul (FAS), que começou ontem em Corumbá, será exibido nesta quinta-feira, 30, às 19h, o filme “Diários de Motocicleta”. A obra, dirigida por Walter Salles, foi mundialmente premiada e trouxe novas divisas para o cinema rodado na América do Sul.

“Diários de Motocicleta” conta a história do jovem Che Guevara, quando ainda era estudante de Medicina, antes de liderar a Revolução Cubana, nos anos 1960. Junto com o amigo Alberto Granado, Che Guevara parte, em uma motocicleta, pela América do Sul em 1952. Depois que o veículo quebra, os dois continuam a viagem caminhando e pedindo caronas.

A história toma novo rumo quando os viajantes chegam a uma colônia de leprosos na Amazônia peruana e passam a questionar os valores pregados à época. O contato com a miséria e as dificuldades das pessoas funcionam como um momento de epifania, semelhante ao vivido pelo príncipe indiano Sidartha Gautama, que viria a se tornar Buda, e modifica a percepção dos dois amigos.

Walter Salles, diretor do filme, já havia se tornado mundialmente famoso com o premiado “Central do Brasil”, que deu a indicação ao Oscar de Melhor Atriz para Fernanda Montenegro, além de concorrer como “Melhor Filme Estrangeiro”. “Diários” recebeu uma indicação ao Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro e concorreu a duas categorias do Oscar: Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Canção Original, vencendo esta última.

A canção do filme “Al Outro Lado Del Rio”, do uruguaio Jorge Drexler, foi a primeira música cantada em espanhol a receber indicação ao Oscar de Melhor Canção Original. O filme teve cenas rodadas no Chile, Argentina e Peru.

A exibição de “Diários de Motocicleta” será na Praça da Independência, no centro de Corumbá. A programação de cinema apresenta ainda filmes regionais, documentários e produções premiadas internacionalmente. (Assessoria FAS)