Corumbá faz campanha de orientação sobre a gripe suina

A Prefeitura de Corumbá e o Ministério da Saúde vão atuar juntos em Corumbá, durante a sexta edição do Festival América do Sul, com uma campanha de orientação com relação à gripe suína. O trabalho será desenvolvido por equipes da Secretaria Executiva de Saúde Pública e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A ação acontecerá nas chegadas dos voos da Trip a Corumbá, na rodoviária, na fronteira com a Bolívia, bem como na praça Generoso Ponce, onde foi montada toda a estrutura para o Festival América do Sul. No local, segundo a gerente de Vigilância em Saúde da Prefeitura, Viviane Ametlla, será instalado um trailer, para melhor atender a comunidade.

Viviane explicou que o serviço de orientação se faz necessário diante da pandemia que já provou mais de cem mortes no México e se espalhou pelos Estados Unidos, Canadá, além de países da Europa e da Ásia. No Brasil ainda não há casos confirmados da doença. Só suspeitos.

Comum entre os porcos, a gripe suína é uma doença respiratória causada pelo vírus influenza do tipo A. O Ministério da Saúde divulgou, nessa terça-feira, a definição do que é um caso suspeito de gripe suína. Os critérios são febre alta repentina acima de trinta e oito graus e tosse acompanhada de um ou mais dos seguintes sintomas: dificuldade respiratória, dores de cabeça, musculares e nas articulações. Além disso, é importante saber se a pessoa que apresenta estes sintomas fez viagem nos últimos dez dias para o México ou áreas afetadas como Estados Unidos e Canadá.

Apesar de não existir vacina para a gripe suína, algumas pessoas acreditam que a imunização realizada pela Campanha de Vacinação do Idoso pode evitar a doença. Mas imunização serve apenas para casos de gripe comum, como explica a coordenadora Nacional de Imunização do Ministério da Saúde, Arindelita Arruda.

“A vacina está indicada para a população idosa contra a gripe da influenza que é o vírus da influenza. Não tem comprovação de que essa vacina possa responder ou proteger contra esse novo vírus da gripe suína que tem aí. Tanto que não há recomendação de se tomar essa vacina por que pode dar uma falsa expectativa de proteção e a gente não tem essa comprovação. Portanto, não existe a indicação de se tomar essa vacina”.