Corumbá comemora 110 anos de fundação do Santa Teresa

 Prefeitura de Corumbá

  
Colégio foi fundado em 1899 e é um dos mais antigos do MS

O Colégio Salesiano de Santa Teresa comemora neste sábado, 4 de abril, 110 anos de fundação. A data será lembrada com uma missa, às 19h, no Santuário de Nossa Senhora Auxiliadora, marcando assim, o início de uma programação festiva que vai até o dia 4 de abril de 2010. “Será um ano todo de comemorações para marcar esta data festiva”, afirma o diretor do estabelecimento de ensino mais antigo da cidade, mestre Altair Gonçalo Monteiro da Silva.

A celebração da missa será presidida pelo presidente da Missão Salesiana de Mato Grosso, padre Lauro Takaki Shinohara. O ato contará com a participação de Dom Segismundo Martinez, Bispo da Diocese de Corumbá; do Diretor da Comunidade Salesiana Santa Teresa,padre Gildásio Mendes, além de sacerdotes e salesianos.

A celebração contará com a presença dos alunos, alunas, juntamente com seus familiares, educadores e colaboradores do Colégio Santa Teresa, autoridades civis, e militares. As comemorações vão se estender até o mês de abril de 2010. Atividades esportivas, culturais e sociais estão programadas por todo o decorrer do ano. Uma equipe está preparando um encontro e celebração para os ex-alunos.

No dia 22 de Agosto, o Reitor-Mor, o Nono Sucessor de Dom Bosco, padre Pascual Chávez Villanueva, estará em Corumbá para participar das festividades dos 110 anos do Colégio de Santa Teresa, celebrando Eucaristia no Santuário de Nossa Senhora Auxiliadora com a presença de toda a Família Salesiana de Corumbá.

A História

Fundado pelos salesianos em 4 de abril de 1899, o Colégio Salesiano de Santa Teresa comemora hoje, 110 anos de compromisso com a educação da família corumbaense. A unidade foi implantada cinco anos após a fundação do Colégio São Gonçalo, em Cuiabá, em 1894. è hoje, um das instituições de ensino mais antiga do Mato Grosso do Sul.

Testemunho do seu atual diretor, Mestre Altair Silva, da conta que, antes dos salesianos chegarem a Cuiabá, passaram por Corumbá, via rio Paraguai. Conheceram a região e, após fundarem o São Gonçalo, retornaram ao município, para implantar o Santa Teresa.

“Na época, o colégio tinha o objetivo de atender crianças das famílias que residiam no campo, através do regime de internato”, disse Altair. O regime permaneceu até 1958, quando foi extinto, mantendo-se apenas o sistema externo, que prevalece até hoje.

Fala também da construção do prédio atual, a cargo de Sebastião Cândia, em substituição ao antigo, que ocorreu na década de 60, quando o padre Miguel Alagna era seu diretor. Com seus três andares, o colégio conta com 33 salas de aula, além de auditório com capacidade para 160 pessoas; um anfiteatro para 450; quadras de esporte, campos de futebol, piscina; o anexo onde funciona a educação infantil e ensino fundamental (1ª a 5ª séries); laboratório de informática; biblioteca; Núcleo de Prática Jurídica, enfim, toda estrutura para desenvolvimento do ensino com qualidade.

A unidade é a escola particular mais antiga de Corumbá. Baseados na pedagogia da Educação Salesiana, centrada no tripé: razão, religião e amor, os salesianos e os leigos do Santa Teresa têm garantido a continuidade desta obra centenária nessa importante região do Mato Grosso do Sul.

O colégio sempre fiel aos ensinamentos de Dom Bosco e dentro de um sistema político, social e religioso, diferente daquele da sua fundação e atento aos sinais do tempos, leva avante, não se sacrifícios, o estandarte da educação integral de mais de 730 crianças e jovens.

A base pedagógica da Educação Salesiana, centrada na Pedagogia do Amor, tem sua continuidade na presença e dedicação de tantos educadores que, juntamente com os salesianos, garantem a continuidade desta obra centenária, uma referência em educação na cidade e no estado.

Em 2003, o Colégio ampliou sua ação no horizonte educacional abrindo as portas para a Faculdade Salesiana de Santa Teresa com seus três cursos: Direito, Ciências Econômicas e Turismo, facilitando dessa maneira a possibilidade da formação em nível superior, sem sair de Corumbá.

Em 2006, foi aberto o projeto social: “Formando para a Cidadania”, colaborando dessa maneira com o reforço escolar e a formação de valores para 70 crianças de cinco escolas municipais mais próximas do estabelecimento de ensino.

Nos últimos anos, a estrutura física do Colégio Salesiano do Santa Teresa vem sendo reformada, adequando-se às exigências e tecnologias atuais. Ele tem dado uma maior atenção à formação dos professores e educadores, incentivando-os e auxiliando-os na participação de semanas pedagógicas, de treinamentos para o material do Sistema Positivo de Ensino e congressos fora de Corumbá.

Além da educação, o Santa Teresa tem também como foco o setor esportivo e cultural. Segundo Mestre Altair, são três pilares que precisam caminhar juntos e o resultado é apontado como significativo. “O esporte e a cultura dão suporte para o setor pedagógico”, comenta, lembrando as conquistas do colégio nos últimos anos, como nos Jogos Escolares Corumbaenses e em outras competições na cidade.

Ao comemorar seus 110 anos, o Santa Teresa, encontra-se preparado para atuar junto à infância e juventude da cidade por muitos anos, mantendo sua competência em formar bons cristãos e honestos cidadãos.

Diretores

O mestre Altair da Silva é o trigésimo primeiro diretor da instituição. Está no cargo desde 2005. Antes dele, o Colégio foi dirigido pelos padres Angelo Cavatorta, o seu primeiro diretor, no período de 1899 a 1902. Foi seguido por Arthur Castells, José Thannuber, Antônio Ragogna, Hermenegildo Carrá, Teófilo Tworz, Edmundo Teissédre, Hipólito Chovelon, Francisco Czapla, José Augusto Hadzinsmki, Rodolfo Wohlrab, Miguel Alagna, Benjamin Pádoa, Firmino Cazzolato, Mário Pellatiero, Jorge Parovel, Osmar Resende, Joaquim Ribeiro, Segismundo Martinez Alvarez, José Benito Porto Gonzales, Américo Resende, José Carlos de Lima e Orozimbo de Paula.