Ruiter pede maior esforço da população no combate à dengue

 Prefeitura de Corumbá

  
Agentes intensificam ação e prefeito quer população participando mais ativamente da campanha de combate à dengue

O prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) quer a população corumbaense engajada nas ações contra a dengue. Preocupado com os números atuais, o chefe do executivo corumbaense, durante entrevista na manhã de hoje, terça-feira, na Rádio Difusora Matogrossense, argumentou a necessidade de uma maior participação da comunidade, principalmente no que se refere a eliminação de focos de proliferação do mosquito Aedes aegypti.

Os números atuais apontam 146 casos confirmados da doença e 990 notificações. Para o prefeito, são dados preocupantes e a situação somente será controlada com a efetiva participação da população. Ruiter explicou que a Prefeitura, através das equipes da Secretaria Executiva de Saúde Pública, está desenvolvido uma série de ações na cidade, bem como em Ladário, Puerto Suarez e Puerto Quijarro, em parceria com as autoridades de cada região. Mesmo assim, os casos continuam aumentando, com surgimento inclusive de novos focos.

O prefeito informou que as ações de combate à dengue acontecem durante todo o ano. Foram intensificadas agora, com o surgimento de uma epidemia na Bolívia, principalmente na região de Santa Cruz, bem como devido às condições climáticas atuais (com as chuvas, aumentam focos da doença).

“Os agentes da Saúde estão trabalhando intensamente. As equipes foram reforçadas com os novos contratados. As ações foram intensificadas em Corumbá e estendidas também a Ladário e às cidades bolivianas de Puerto Quijarro e Puerto Suarez. Apesar de todos os esforços, a infestação continua alta. Se não tomarmos os devidos cuidados, podemos ter uma epidemia”, diz Ruiter, preocupado.

Para o prefeito corumbaense, o atual quadro somente será revertido se a população participar ativamente, abrindo as portas das residências aos agentes de saúde e de endemias, mantendo seus quintais limpos, livres de focos da doença. “Infelizmente, muita gente não está tomando os cuidados necessários. Ambientes propícios para reprodução do mosquito são encontrados pelos agentes que são obrigados a tomar atitudes durante as visitas e, muitas vezes, não são compreendidos pelos cidadãos”, comenta.

Segundo Ruiter, o esforço não é somente das equipes da Prefeitura de Corumbá. Ele destacou o apoio recebido dos governos federal e estadual. “Todos estão engajados nesta força tarefa. Mas só isto não basta. É preciso conscientização do cidadão”, comentou.

Reforçar equipe

O prefeito não descarta inclusive a possibilidade de reforçar as equipes que estão atuando no combate à dengue. “Se necessário, vamos contratar mais pessoas, triplicar se for o caso. Mas, nada disso vai funcionar se a população não ajudar”, diz Ruiter. Para ele, o trabalho tem que ser de forma atuante, com determinação, com todos participando.

Lembrou a força tarefa desencadeada pelo bairro da Popular Velha, campeão em incidência da doença, com 63 casos computados e mais de 230 notificações. Citou que as equipes estão desenvolvendo um trabalho criterioso, inclusive notificando proprietários de terrenos baldios, propícios para proliferação da larva do Aedes aegypti. Além da notificação, amparados pela lei, os infratores serão multados.

Ruiter destacou ainda que a Prefeitura implantou o disque dengue 0800 647 2255. “É mais uma ferramenta na luta contra a doença. Se a pessoa sentir que seu vizinho não está fazendo a parte dele, ligue para o disque dengue, denuncie”, reforçou o prefeito.