Ruiter: Corumbá avança na Educação e qualificação profissional

 Prefeitura de Corumbá

  

 Prefeito Ruiter Cunha e reitor Marcus Aurélius discutiram as fases de implantação do Instituto Federal

Com a implantação de um campus do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia, Corumbá ganha condições de oferecer profissionais qualificados ao mercado de trabalho. A avaliação é do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT), que nesta segunda-feira, 09 de março, formalizou a doação de uma área de 46 mil metros quadrados para a construção da unidade pelo Ministério da Educação. “Corumbá está dando um grande passo e isso é um marco na história do município”, declarou.

“Era uma necessidade de Corumbá e o presidente Lula foi muito sensível a essa demanda da população em ter uma profissão”, afirmou o chefe do Executivo corumbaense. Ruiter destacou que a instituição permitirá a mudança “de fato” do perfil da cidade que entra “definitivamente no mercado com a formação de profissionais habilitados”.

“As perspectivas de desenvolvimento ficam agora muito mais concretas. A mão-de-obra era um fator que dificultava processos na região. Com o Instituto vamos resolver essa questão estaremos qualificando mão-de-obra e incentivando a geração de empregos e renda”, disse. Ruiter destacou que a interiorização do ensino, política já praticada pelo Governo Federal, deve ser incentivada.

Ruiter argumentou que o projeto do pólo gás-químico binacional, trabalhado pelos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (Brasil) e Evo Morales (Bolívia) para instalação em Corumbá e Puerto Suárez requer profissionais capacitados. O segmento, observou o prefeito, pode ser contemplado com cursos do Instituto Federal Educação Ciência e Tecnologia.

Rede pública

O reitor do Instituto Federal, Marcus Aurélius Stier Serpe, informou ao prefeito que a Rede Federal desenvolve um diagnóstico de cada região onde implanta uma unidade e esse estudo aponta quais áreas de formação profissional devem ser contempladas. A iniciativa apontou que o Campus de Corumbá vai oferecer o curso superior de Química. Antes serão implantados cursos de Metalurgia e Informática.

Serpe esclareceu que a instituição ainda define de que forma serão oferecidos os cursos técnicos. “Temos duas situações, com o aluno fazendo o ensino médio na rede pública concomitante com o curso técnico ou iniciando depois da conclusão do segundo grau”, explicou.

“A instalação do Instituto Federal em Corumbá só aconteceu em razão do prefeito Ruiter Cunha que trabalhou com esse objetivo”.