Na luta contra doença, Prefeitura implanta ‘disque dengue’

 Prefeitura de Corumbá

  
Ações continuam na cidade e agora com reforço do 0800 647 2255

A Prefeitura de Corumbá está reforçando a luta contra à dengue. Nesta segunda-feira, 9 de março, começou a funcionar o 'disque dengue', novo aliado da Saúde Pública, para evitar que a doença avance na cidade. Por orientação do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT), a Secretaria Executiva de Saúde Pública está disponibilizando um telefone, 0800 647 2255 (ligação gratuita), sistema que entrou em funcionamento no horário comercial, de segunda a sexta-feira.

A Prefeitura de Corumbá está reforçando a luta contra à dengue. Nesta segunda-feira, 9 de março, começou a funcionar o 'disque dengue', novo aliado da Saúde Pública, para evitar que a doença avance na cidade. Por orientação do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT), a Secretaria Executiva de Saúde Pública está disponibilizando um telefone, 0800 647 2255 (ligação gratuita), sistema que entrou em funcionamento no horário comercial, de segunda a sexta-feira.
Através do disque dengue, a população poderá informar sobre casos de dengue na cidade, inclusive com denúncias sobre focos do mosquito Aedes aegypti. Segundo o secretário Cleber Colleone, o sistema é mais um aliado na luta contra a doença na cidade. Conforme ele, vai permitir inclusive acelerar o processo de eliminação de focos e até bloqueio do vírus.

O sistema entrou em funcionamento na manhã de hoje. Nestas primeiras horas, maior parte das ligações estão relacionadas a denuncias, principalmente de terrenos baldios, com possíveis focos da doença. Há também pessoas entrando em contato com a Secretaria Executiva de Saúde, solicitando informações sobre a doença, bem como para que as equipes de saúde visitem seus domicílios.

Além do disque dengue, a Prefeitura está também atuando de forma mais enérgica, com notificações e multas àquelas pessoas que estão deixando de eliminar os criadouros do mosquito Aedes aegypti.

Amparados pelo o artigo 132 do Código Penal – exposição ao perigo de vida ou saúde de outrem -, os agentes estão notificando proprietários por manterem seus imóveis em condições propícias ao avanço da dengue. Cópias das notificações são entregues ao setor de Vigilância Sanitária que emitirá a multa caso a limpeza não tenha sido realizada. O artigo prevê também pena de detenção de três meses a um ano ao infrator.