Corumbá amplia estrutura educacional na região das águas

 Reprodução PMC

  
Escola na região do Jatobazinho já em funcionamento

Trabalho em parceria está permitindo à Prefeitura Municipal de Corumbá ampliar a estrutura física educacional no pantanal sulmatogrossense, melhorando consideravelmente as condições de ensino para crianças que residem nas regiões das águas. Somente este ano, duas novas extensões da Escola Rural Porto Esperança entraram em funcionamento, uma no Jatobazinho e a segunda na Fazenda Nazaré, localizada no Paiaguás (Taquari).

Com um calendário escolar diferenciado, a Escola Rural Pólo Porto Esperança possui hoje 10 extensões e atende 404 alunos das regiões do Paiaguás, Serra do Amolar e São Lourenço, através das unidades do São Lourenço; Duque de Caxias, no Porto Índio; Boa Esperança, nas Colônia do Cedro e Corixão; Sebastião Rolon, no Porto Rolon; Nossa Senhora do Carmo, na Colônia Bracinho; Paraguai Mirim; Santa Aurélia e São João, ambas na Colônia São Domingos; Jatobazinho, região da baia do Castelo, e Fazenda Nazaré, no Retiro Margarida.

As duas últimas extensões entraram em funcionamento este ano. A Extensão do Jatobazinho, por exemplo, fica localizada no antigo hotel às margens do rio Paraguai, adquirido pelo Instituto Acaia – Núcleo Acaia Pantanal. Em parceria com a Prefeitura de Corumbá, Mineradora MMX e Fundación Avina, implantou uma estrutura, garantindo ensino para 38 crianças da região.

Segundo o secretário de Educação, Hélio de Lima, o projeto idealizado pelo Instituto Acaia é grandioso. “No local as crianças com salas multiseriadas, da 1ª à 5ª séries do Ensino Fundamental, além de refeitórios, dormitórios e área de lazer”, afirmou.

Ressalta também que os 38 alunos ficam na extensão em regime de semi-internato e, apenas uma vez por mês, são liberados para visitar seus familiares. “Quatro barcos foram comprados para atender as necessidades da escola. Para que as crianças não fiquem muito tempo longe do convívio familiar, estas embarcações são usadas também para o transporte dos pais até à escola”, complementa.

A estrutura ainda não está totalmente concluída. Restam alguns detalhes e tudo é comandado pela coordenadora geral do Instituto, Teresa Cristina Ralston Bracher. As aulas foram iniciadas na semana passada e três professores da Rede Municipal de Ensino são responsáveis pelo aprendizado das crianças. A Prefeitura disponibiliza também equipe administrativa.

A extensão é dotada de um prédio com duas salas de aula multiseriadas, cozinha, refeitório, área de serviço, dormitórios masculino e feminino para os alunos, dormitórios para professores e funcionários, além de banheiros masculinos e femininos.

Fazenda Nazaré

Outra extensão implantada este ano foi a Fazenda Nazaré, no Retiro Margarida, região do Paiaguás, no Taquari. Atende 51 alunos, inclusive das extintas extensões Alzira Capurro e Silvia Pompeo de Barros. O regime também é de semi-internato, com os alunos retornando às suas casas nos finais de semana. No local, o ensino é da 1ª à 6ª série.

Além da implantação de novas extensões, a Prefeitura realizou também melhorias nas estruturas físicas atuais. É o caso da unidade na região do São Lourenço, cujo prédio foi totalmente reconstruído, garantindo assim, melhor espaço para estudantes, professores e comunidade.

O novo prédio é resultado de uma parceria da Prefeitura de Corumbá, através da Secretaria Executiva de Educação com a Organização Não Governamental Ecoa e associação dos moradores. A obra finalizou uma série de reformas iniciadas no final de 2007 por meio do projeto Escola das Águas, executado com pela Prefeitura.

As aulas foram iniciadas na semana passada com 41 alunos matriculados (1ª à 5ª série). O prédio conta com três salas de aula, dois dormitórios para alojar professoras, piloteiros e estudantes, novos banheiros e uma ampliação da área de lazer – feita com a ajuda dos brigadistas do Parque Nacional do Pantanal Matogrossense.