Casos de dengues estão estabilizados apontam números da Saúde

 Arquivo PMC

  
Ação contra a doença continua intensa na cidade para eliminar focos

Números das últimas semanas demonstram que os casos de dengue estão estabilizados em Corumbá e a tendência é reduzir. É o que informa a Secretaria Executiva de Saúde Pública da Prefeitura Municipal que, no início da tarde desta segunda-feira, anunciou novos parceiros que iniciam o trabalho de combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença.

Segundo a gerente de Vigilância em Saúde, Viviane Ametlla, Corumbá registrou um total de 2.730 notificações da dengue. “Ainda é prematuro comemorar, mas pelo levantamento, os números estão estabilizados e a tendência agora, é acontecer uma queda”, informou.

Pelo mapa de acompanhamento da Secretaria de Saúde, o ano de 2009 começou com 14 notificações na primeira semana de janeiro, 11 na segunda, 11 na terceira e 12 na quarta. Em fevereiro, a quinta semana do ano, pulou para 49, subiu para 65 na sexta, 214 na sétima e 361 na oitava. Em março, na nova semana, foram registrados 459 notificações, chegando a 616 na décima e 615 na décima primeira.

A gerente informa que a décima segunda semana ainda não foi fechada. “Estamos digitalizando e até o momento estamos com 303”, afirma, confiante em que os números fiquem abaixo de 600. Ela demonstra otimismo ao afirmar que o pico foi atingindo em março, durante a décima e décima primeira semana, período de 8 a 21.

Reforço

Mesmo assim, a Prefeitura continua intensificando as ações de combate à doença na cidade, especialmente com eliminação de focos do mosquito Aedes aegypti. Além das campanhas desencadeadas pelos agentes de endemias e de saúde, com apoio de 20 soldados do Exército,  bem como serviços de limpeza através da Secretaria de Infraestrutura, os trabalhos serão reforçados nos próximos dias.

“Estamos ganhando novos parceiros. Alunos do curso de Tecnologia e Marketing, da Uniderp Interativa, vão contribuir com as campanhas de orientação. A Marinha do Brasil também está disponibilizando pessoal, o mesmo em relação ao Pró-Jovem. Todos estão se engajando para eliminarmos de vez os focos do mosquito”, disse.

Viviane lembra que parte da população também demonstra maior consciência. “Mesmo assim, durante as visitas, detectamos pessoas que ainda estão com seus quintais sujos, com focos do mosquito. Todos devem contribuir e fazer sua parte”.

Ela destaca também atuação do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira na campanha contra a doença. “O pronunciamento feito por ele foi muito bom. Ganhamos mais parceiros e até a população passou a corresponder melhor. O chamamento foi muito positivo”, citou.