Sandálias de Frei Mariano é a atração de hoje do Carnaval 2009

 Arquivo PMC

  
Bloco agita a noite de quarta-feira do carnaval corumbaense

O bloco Sandálias de Frei Mariano abre nesta noite o Carnaval de Corumbá. Criado em 2006 pela Fundação de Cultura do Pantanal, o bloco brinca com uma das lendas mais fortes do Pantanal sul-mato-grossense. Conta-se que o frei italiano Mariano de Bagnaia, acusado de não pagar o relógio da igreja que acabara de construir, em 1887, vingou-se rogando uma praga contra os moradores de Corumbá. Expulso, ele enterrou suas sandálias em lugar incerto, afirmando que a cidade somente retomaria o desenvolvimento quando elas fossem desenterradas.

“Desde o início da administração do prefeito Ruiter estamos evidenciando tudo que faz parte da nossa cultura, da nossa história. A praga faz parte e o bloco foi criado justamente para evidenciarmos isso. É uma lenda. Nunca acreditamos em praga, mesmo porque Frei Mariano era uma pessoa de bem e fez muito por Corumbá”, disse a superintendente da Fundação Especial de Cultura e Turismo, Heloisa Helena Urt.

Neste ano, animação do Sandálias de Frei Mariano fica por conta da Banda Q’jaros. No repertório, apenas as marchinhas carnavalescas e sambas tradicionais. A concentração acontece a partir das 20 horas em frente ao Hotel Nacional, na rua América. As camisetas oficiais estão sendo vendidas na Fundação de Cultua ao valor de R$ 15,00. Informações pelo telefone: 3231-2965.

letra do samba-enredo é a seguinte:

A turma do diz que me diz que

Diz/ que Frei Mariano

Enterrou suas sandálias

E azarou Corumbá – vôte!

Mas como praga de urubu

Não / mata cavalo

As sandálias de Frei Mariano

É carta fora do baralho

Fora com o chulé do padre!

Fora com o azar!

Hoje eu quero é folia

Hoje eu quero rosetar

Vôte, vôte, vôte, vôte!

Chispa, chispa, chispa!

Vôte, vôte, vôte, vôte!

Chispa, chispa, chispa, VÔTE!