Ruiter acerta propostas para ação conjunta na Bolívia

 Prefeitura de Corumbá

  

 Ruiter discutiu ações para Bolívia; propostas serão apresentadas às autoridades daquele país 

O prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) discutiu, esta manhã, apoio logístico da Prefeitura às cidades bolivianas de fronteira nas ações de combate e prevenção à dengue. Os trabalhos realizados nos municípios bolivianos contariam com equipes da Prefeitura de Corumbá. A parceria foi solicitada pelas autoridades bolivianas.

Ruiter determinou a realização de um encontro com autoridades bolivianas do setor para definição das ações que serão desenvolvidas por técnicos de Corumbá. O chefe do Executivo Municipal acredita que o primeiro trabalho efetivo, nessa parceria, pode ser realizado até o próximo sábado, 14 de fevereiro.

Foram definidas como propostas de atuação, pelo prefeito, a realização do Levantamento do Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) em Puerto Quijarro e Puerto Suárez; borrifação de inseticida e promoção de campanhas educativas e de limpeza na região fronteiriça daquele país. Todas as proposições serão apresentadas no encontro a ser marcado com os bolivianos.

Segundo o prefeito, o Executivo corumbaense está atento à situação da dengue no país vizinho. Em Santa Cruz, mais de 600 quilômetros da região, há uma epidemia da doença. A iniciativa vai ao encontro da Carta dos Municípios da Fronteira Pantaneira, entregue em janeiro aos presidentes Lula e Evo Morales, que prevê a integração da rede de saúde brasileira com a dos países vizinhos na Faixa de Fronteira.

“Nossa política é trabalhar ações preventivas e educativas no combate à doença”, explicou o prefeito Ruiter Cunha ao lembra o trabalho constante de combate e prevenção à dengue em Corumbá. Respondendo pela Secretaria Executiva de Saúde Pública, Cleber Colleone, informou que Corumbá a situação atual é manter o trabalho preventivo já realizado.

No caso específico da borrifação de inseticida, a gerente de Vigilância em Saúde, Viviane Ametlla, informou que o trabalho com o “carrinho fumacê” é executado seguidamente pela Prefeitura. Ela explicou que a borrifação é feita durante a madrugada porque o inseticida é diluído em água evitando que as altas temperaturas promovam a evaporação da água e, consequentemente, torne sem efeito o produto, que mata apenas o mosquito adulto.

Também participaram da reunião com o prefeito os secretários Haroldo Ribeiro Cavassa (Desenvolvimento Sustentável); Lamartine Figueiredo Costa (Ações Sociais); Ricardo Ametlla (Infraestrutura)  e Carlos Porto (Relações Institucionais).