Corumbá garante forte esquema de segurança para Carnaval

 Prefeitura de Corumbá

  

 Estratégia para garantir a segurança dos foliões foi discutida durante o encontro

A Prefeitura de Corumbá discutiu a estratégia de segurança para o Carnaval 2009, que será realizado na cidade entre os dias 20 e 24 de fevereiro. O aparato policial contará com cerca de 300 homens nas cinco noites de folia. O encontro teve participações de representantes das Polícias Militar e Civil; Corpo de Bombeiros; Guarda Municipal; Agetrat e Conselho Tutelar. O plano de operação terá início na quinta-feira, dia 19, quando acontece a saída dos primeiros blocos de sujos. A reunião, realizada nesta terça-feira, dia 17, foi coordenada pelo superintendente de Turismo, José de Carvalho Júnior, e pela presidente da Fundação Especial de Cultura e Turismo, Lígia Baruki.

Todo o perímetro que receberá os eventos carnavalescos contará com equipes de segurança. Atenção especial será dada à passarela do samba – que compreende a rua Frei Mariano e avenida General Rondon – e à praça Generoso Ponce, onde acontece os bailes populares. Nestes pontos a concentração de público é maior. A preocupação com o alto grau de segurança oferecido para quem participa ou assiste ao carnaval corumbaense é uma determinação do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT).

O 6º Batalhão de Polícia Militar montará um centro de triagem na praça Generoso Ponce e empregará entre 80 e 100 homens por noite. Os policiais estarão espalhados por toda a área de eventos e por quatro torres de observação. Ainda serão utilizadas seis viaturas; sete motocicletas e quatro homens serão responsáveis pelo policiamento a cavalo. A PM corumbaense ainda terá reforço de 70 policiais (desse total 10 serão destinados a Ladário) de outras unidades do Estado.

A Polícia Civil ainda define o efetivo total para as cinco noites de folia. Mas, confirmou o reforço para a cidade. Todos os policiais civis trabalharão no período de festa com o objetivo de evitar aumento na incidência de crimes durante o período carnavalesco.

O Conselho Tutelar, em parceria com o Programa de Ações Integradas e Referenciais de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-Juvenil (PAIR) e Centro de Referência Especializado da Assistência Social (Creas) disponibilizará 90 pessoas para fiscalizar possíveis abusos contra crianças e adolescentes.

Ficou definido que durante o período carnavalesco serão promovidas reuniões diárias para avaliar o trabalho de segurança do evento.