Profissionais de saúde orientados sobre segurança no trânsito

 Prefeitura de Corumbá

  

 Objetivo é tornar profissionais da saúde em multiplicadores de informações

Ampliar o número de pessoas com acesso às informações referentes à legislação de trânsito. Esse é o objetivo de uma campanha promovida pela Prefeitura de Corumbá ao longo desta semana. A iniciativa é desenvolvida pela Secretaria Executiva de Saúde Pública – através do Núcleo de Prevenção a Violência e Promoção de Saúde –, em parceria com os agentes de trânsito da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetrat) e faz parte da programação da Semana da Não Violência.

Até quinta-feira, 29 de janeiro, enfermeiros; técnicos e agentes comunitários de saúde são orientados sobre as formas de manifestação da violência no trânsito e capacitados a respeito de como atuar ao se depararem com uma dessas situações no cotidiano profissional. Ao todo serão visitados 14 postos de saúde. “Estamos priorizando as orientações voltadas para o trânsito. Entendemos que se todos cumprirem sua parte isso refletirá num trânsito com menos acidentes e mais saudável para todos”, explicou Andréa Cabral Ulle, coordenadora do Núcleo de Prevenção a Violência e Promoção de Saúde, da Secretaria Executiva de Saúde Pública.

“Os agentes comunitários de saúde têm contato direto com a população e podem repassar as informações para as pessoas que atendem”, destacou a coordenadora ao informar que a intenção é tornar os agentes de saúde e as Unidades Básicas em multiplicadores de informações.

Durante as palestras, o coordenador de Educação no Trânsito da Agetrat, Gérson Morais, também faz esclarecimentos sobre o DPVAT (Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre), que é um seguro que indeniza vítimas de acidentes causados por veículos que têm motor próprio (automotores) e circulam por terra ou por asfalto (via terrestre), destinado exclusivamente a danos pessoais, também não prevê cobertura de danos materiais causados por colisão, roubo ou furto de veículos. Em caso de acidente, as situações indenizadas são morte ou invalidez permanente e, sob a forma de reembolso, despesas comprovadas com atendimento médico-hospitalar. Também participa das palestras a psicóloga do Núcleo de Educação no Trânsito Elaine Regis.

A programação nos postos segue até o dia 29, atingindo mais seis unidades de saúde. No sábado, 30, data em que se comemora o Dia Internacional da Não Violência, serão realizados pedágios, em vários pontos da cidade, com os profissionais de todos os postos envolvidos na atividade. Para a próxima semana a campanha deve ser levada às unidades de referência em saúde do município. 

O dia 30 de Janeiro foi proclamado pela ONU como o dia da não-violência em homenagem a Mohandas K. Gandhi – também chamado Mahatma (que significa “grande alma”, “alma iluminada”) –, cujo assassinato ocorreu nessa data, em 1948. Trata-se de uma iniciativa voltada à educação para a paz, a solidariedade e ao respeito pelos direitos humanos.

Acidentes de trânsito
Dados divulgados pela Agetrat e PM no lançamento do PARA no final de 2008, com base em informações do Detran, indicaram as ruas Dom Aquino Correa e Porto Carrero com os maiores índices de acidentes de trânsito no período de janeiro a setembro daquele ano, em Corumbá. Cada uma delas registrou 21 acidentes naqueles nove meses. Seguidas pelas ruas Cyríaco de Toledo (14 acidentes); América (12) e Edu Rocha (10), sem vítimas fatais.

Levantamento realizado pela Agetrat entre janeiro e outubro de 2008 mostrou que foram aplicados 1.044 autos de infração na cidade. Pelas estatísticas de trânsito as principais infrações, no período avaliado, foram dirigir veículos usando fones de ouvidos conectados a aparelhos sonoros ou a telefones celulares, trafegar com veículos sem licenciamento ou registro, dirigir sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH), estacionar em locais proibidos e em locais em desacordo com a legislação (parar em vaga destinada aos portadores de necessidades especiais).