Ruiter destaca missão cidadã da Marinha do Brasil

 Prefeitura de Corumbá

  

 Prefeito Ruiter Cunha acompanhou solenidade ao lado da primeira-dama, Beatriz Cavassa,  e do comandante do 6º Distrito Naval, Cesar Sidonio

O prefeito de Corumbá, Ruiter Cunha de Oliveira, destacou a importância da Marinha do Brasil para o município e a parceria da corporação militar com a Prefeitura na realização de ações sociais, principalmente nas áreas de difícil acesso do Pantanal, onde só é possível a chegada por vias fluviais ou aéreas. Ruiter acompanhou a cerimônia do Dia do Marinheiro ocorrida no final da tarde desta sexta-feira, 12 de dezembro, no Porto Geral.

“Parabenizamos a Marinha por esta data ressaltando que é uma importante força militar na defesa da nossa soberania. Para nós é muito especial, dada às peculiaridades da nossa região. A Marinha, através do 6º Distrito Naval, é um instrumento de cidadania que nos ajuda e nos auxilia em várias ações sociais, especialmente nas regiões ribeirinhas, áreas de difícil acesso do Pantanal corumbaense”, afirmou o chefe do Executivo Municipal.

Ruiter enfatizou que a presença do marinheiro na fronteira Oeste do Brasil “é da mais alta importância”, pois além de ser o “fiel escudeiro do Pantanal, nosso Patrimônio da Humanidade”, ele cumpre a honrosa missão de “levar assistência àquelas pessoas que se encontram em lugares aos quais só os barcos podem chegar”.

Para o prefeito a realização da solenidade em praça pública, além de ser um atrativo, permitiu à população conhecer “de perto as ações diárias da Marinha”, iniciativa que, em sua avaliação, “ressalta a importância da Marinha em nosso país, especialmente em nossa cidade”, disse.

Interação                                     

Depois da cerimônia, o comandante do 6º Distrito Naval, contra-almirante César Sidonio Daiha Moreira de Souza, afirmou que a data é “um grande dia para todos os marinheiros”, pois celebra o nascimento do Patrono da Marinha do Brasil, Joaquim Marques de Lisboa, o Marquês de Tamandaré. Para ele, a comemoração aberta “às margens do rio Paraguai” leva a uma “interação maior com a população”.

Durante a solenidade, que durou 55 minutos, foi lida a Ordem do Dia do Comandante da Marinha, almirante-de-esquadra Julio Soares de Moura Neto, que já comandou o 6º Distrito Naval de Ladário. Nela, Moura Neto ressalta que “o Brasil requer uma Força Naval corretamente dimensionada e equipada” e esse processo passa pela “implementação do Programa de Reaparelhamento” e “valorização da profissão militar”.